Santanenses que trabalharam nas Surdolimpiadas falam sobre experiência em evento internacional



Na última semana, ocorreram as Surdolimpiadas 2022 e dois santanenses marcaram presença na organização das atividades realizadas. O árbitro Francisco Dias, e a estudante de Educação Física, Jaqueline Kasper, conversaram com a reportagem do Sentinela 24H sobre a experiência.


Confira as respostas da estudante sobre as Surdolimpiadas:



O que são as Surdolimpiadas?


É um evento multidesportivo internacional que é conhecido como olimpíadas para surdos.

É organizado por um comitê internacional de desportos para surdos também e com o objetivo de que os surdos possam competir nas suas modalidades livremente sem necessidade de um intérprete pessoal. (Imagine a olimpíada tradicional e os surdos participando, quantos intérpretes seriam necessários?).


Qual a sua função?


Eu sou voluntária, a Unipampa organizou a participação de professores(as) surdos, alunos(as) surdos, intérpretes de libras e também de sinais internacionais e nós alunos da educação física do campus Uruguaiana


Nesse voluntariado eu pude auxiliar atá o momento no vôlei de quadra, atletismo, badminton e handbol. Nossas escalas são organizadas diariamente pela nossa professora para que possamos experienciar mais modalidades.


Como é a experiência de participar desse evento?


É muito gratificante, aprender mais sobre libras (língua brasileira de sinais) e de SI (sinais internacionais), poder se comunicar com diversos países, trocar lembranças, fotos, momentos de afeto e gratidão.

Muito construtivo para meu currículo profissional como professora de educação física em formação.

A comunidade surda é incrível, eu estou amando essa semana em Caxias do Sul vai ficar pra sempre na minha memória.


Gostaria de expressar meus sinceros agradecimentos a Unipampa por proporcionar a minha participação e dos meus colegas de curso e todos que puderam integrar na nossa delegação, pois sem esse apoio não teríamos a experiência de participação em um evento internacional e tão emocionante como é a Surdolimpiada


O árbitro Francisco Dias relatou falou sobre sua experiência no evento também.



Estou terminando a minha participação aqui na Surdolimpiadas, apitando uma das semifinais entre Alemanha x França. Trabalhei em um total de 13 jogos, sendo 7 como árbitro e 6 como 4° Árbitro. Foi uma.experiencia incrível, poder trabalhar em jogos de várias seleções e poder interagir nessa competição de nível mundial que tem como principal objetivo incluir pessoas com deficiência auditiva ao esporte de alto nível. Foram 13 dias de muito aprendizado, e uma experiência que vou levar para o resto da minha vida, pois como disse antes, se trata de uma competição de nível internacional e que talvez nunca mais tenhamos o Brasil e o Rio Grande do Sul como sede.


746 visualizações0 comentário