Mulher é assaltada na madrugada e autor é preso pelo PADO, em Rivera



Na madrugada desta sexta-feira (14), a Polícia de Rivera através do PADO realizou a prisão de um homem de 25 anos, acusado de assaltar uma mulher no centro de Rivera.


Segundo informações, a vítima caminhava com uma amiga pelas imediações da Av, Sarandi com Florencio Sanchez, quando foram abordadas pelo desconhecido que lhes pediu cigarros. Quando a vítima foi ver a hora no seu celular, o indivíduo tentou tomar o aparelho e se iniciou uma luta corporal.


O homem roubou o celular e fugiu. Em um rápido trabalho após denúncia, os policiais localizaram o acusado nas proximidades da San Martin, entre 25 de Agosto e Presidente Viera. O homem arremessou um objeto ao ver os policiais e tentou fugir, preso na sequência. O objeto arremessado se tratava do celular.


A vítima recebeu atendimento médico. O acusado permanece preso, a disposição da Fiscal de Turno e do judiciário uruguaio.


Confira a nota oficial divulgada pelo Ministério do Interior do Uruguai:


"SE REALIZA EXAMEN FÍSICO Y SE CONSTATA LESIONES TIPO EXCORIACIÓN SOBRE OMÓPLATO DERECHO, CARA POSTERIOR DE BRAZO IZQUIERDO Y LABIOS, SIN OTRAS LESIONES CORPORALES EXTERNAS", fue el dictamen médico para una femenina de 20 años, quien en la madrugada de hoy, momentos en que caminaba por Avenida Sarandí y Florencio Sánchez acompañada por otra femenina, fueron abordadas por un desconocido quien le solicitó cigarrillos, la victima al mirar la hora en su celular marca SAMSUNG, modelo J5, el indagado intentó sacarle el aparato entrando ambos en un forcejeo, logrando apoderase del objeto y dándose a la fuga. Atento a ello, efectivos del P.A.D.O. realizaron recorridas logrando intervenir en calle San Martín entre Presidente Viera y Veinticinco de Agosto, a un masculino de 25 años, el cual al notar la presencia policial arrojó un objeto, constatándose que era el aparato celular hurtado. Permanece a resolución de la Fiscalía para ser indagado por le hecho se investiga.


Foto Ilustrativa:

319 visualizações0 comentário