Idosa morre e tem corpo liberado para o funeral mais de 15 horas depois

Na manhã desta terça-feira (03), a equipe do Sentinela 24H foi até a sala velatória da Santa Casa de Misericórdia da Santa Casa, após ser chamado por um caso de revolta de uma família, que estava esperando que o corpo de uma senhora, que haviam falecido, às 19h da segunda-feira, e não as 21h como falamos inicialmente na live direto do local.


As 15h de espera para liberação do corpo foi angustiantes, afirmara. Segundo informações extraoficial, estava precisando do atestado de óbito de uma médica, para dar início aos atos fúnebres.


Situação humilhante


No mês passado, outra família passou por situação parecida, porém, naquela ocasião, o corpo foi levado para o velório e retirado horas depois, pois o médico, que não havia assinado o atestado de óbito, constatou que o corpo do idoso precisaria passar por perícia. O corpo foi retirado as 15h da sala velatória e "devolvido" a família as 19h 20min, sendo que o mesmo foi enterrado a luz de lanternas de celulares, por volta das das 20h 30min, no cemitério municipal, por não haver luz dentro do local.


Sobre a retirada do corpo do velório


O jornal Correio do Pampa entrevistou o médico Juan Marco, que assinou o atestado de óbito do homem e falou que foi um erro liberar e que ocorreu por pressão das funerárias, pois se tratava de uma morte traumática, causada por ferimentos de uma queda dentro de casa. Ele afirmou que não foi por uma má intenção. Ele ficou sabendo do ocorrido, quando o corpo já estava no velório.


Foto: Ralph Quevedo | Sentinela 24H


1,396 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções