"Hoje vejo a fotografia como um segundo coração", afirma fotógrafo santanense



Neste dia 19 de agosto é celebrado o Dia Mundial da Fotografia, e nossa reportagem conversou com o fotógrafo santanense Jaderson Alves.


Jaderson é conhecido já pelos seus belos registros da Fronteira da Paz, e por enfrentar temperaturas negativas para registrar paisagens brancas devido a formação de geadas. Desde o Rio Grande do Sul até Santa Catarina, e também registros internacionais do Uruguai, o santanense fez registros incríveis na sua carreira.



"Comecei a fotografar a 7 anos atrás, posso dizer que a fotografia descreve parte da minha vida. Foram muitos momentos bons e ruins, muitas aventuras nesses 7 anos!


Já rodei muitos quilômetros para fotografar lugares diferentes, da Fronteira até mesmo várias cidades do RS e de SC. Para mim não importa o local, a distância, nem o tempo se acho que vale a pena eu vou, não importando os obstáculos que virão. Um dos cenários que ficam marcado a cada é ano é o cenário da geada, acordar de manhã cedo e sair atrás da geada sem se importar se vou pegar uma gripe ou não.


Um lugar que ficou marcado em 2017 foi em Praia Grande - SC, nos caminhos da trilha rio do boi. Ver imagens daquela trilha fez com que eu me deslocasse até SC para esse grande desafio, 10 horas de caminhada entre os cânions e cachoeiras.


Hoje vejo a fotografia como um segundo coração, a fotografia se tornou tudo, a cada dia esse amor aumenta mais e mais."



O Dia da Fotografia é celebrado nesta data em homenagem a invenção do daguerreótipo, antecessor da câmera fotográfica. Ele foi criado no ano de 1839, desenvolvido pelo francês Louis Daguerre cerca de dois anos antes, e anunciado pela Academia Francesa de Ciências.


Também no mesmo ano, foi criado pelo William Fox Talbot o calótipo, sistema de captura de imagens. Graças a essas invenções, 1839 foi considerado o "Ano da Invenção da Fotografia".


Fotos: Arquivo Pessoal Jaderson Alves


137 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções