Entre Vírgulas: Chuva



Para uns, és abençoada

Por nutrires o ventre da terra

Dando-nos fartura e dinheiro.


Para outros, és maldita,

Quando, enfurecida,

Arrasas cidades, campos,

Levando a morte e a destruição.


Conforme o ângulo

Pelo qual és vista,

És querida ou maldita.


Eu te vejo como és:

Gota que tremula, oscila,

Como insegura menina,

Na pétala de uma flor,

Escorrendo e caindo,

Como lágrima

De amor!

64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo