e-Título, locais de votação e mais: Saiba detalhes das eleições 2020 em Livramento



Na tarde da última segunda-feira (09), a reportagem do Sentinela 24H foi até o Forúm, conversar com a Chefe do Cartório Eleitoral de Santana do Livramento, Celia Luisa Arteche Escosteguy, sobre o trabalho realizado na última semana antes das eleições municipais, e o e-Título.


Celia definiu o trabalho como intenso, nas últimas semanas. Durante a entrevista, era realizada a organização das sacolas de materiais. Os próximos dias serão marcados pelas reuniões com administradores de prédios e também com motoristas de ônibus que irão para a zona rural do município.


Além disso, as urnas devem passar por mais uma revisão, antes de todo o material ser enviado para a zona rural.


A Chefe do Cartório Eleitoral informou que ao todo são 182 seções em Livramento, sendo que 25 foram equalizadas, passando de 400 para 450 eleitores por seção, medida anunciada ainda no inicio do ano, antes da pandemia.


Entre as alterações de locais de votação, as principais se concentram em dois pontos. As pessoas que votavam na Igreja do Rosário passam a votar no IFSul, e aqueles que votavam no Centro de Saúde agora votam no Clube de Sargentos.


e-Título


Celia afirmou durante a entrevista a importância de todos os eleitores baixarem para seus smartphones o aplicativo "e-Título". Nele é possível verificar o local e a seção de votação, consultar se o eleitor está em dia com a Justiça Eleitoral, solicitar uma certidão de quitação e até mesmo fazer a justificativo no caso de não comparecer nas votações.


O app identifica se a pessoa está ou não na área do domicílio eleitoral no dia da eleição, e posteriormente será o meio que aqueles eleitores que não votaram, justifiquem. A justificativa deve ser feita em até 60 dias após a eleição.


A Chefe do Cartório Eleitoral afirmou que os eleitores terão uma hora a mais para realizarem a votação, sendo o horário das 7 às 17h, e que até os 70 anos de idade o voto é obrigatório.


Além disso, foi alertado que será cobrado o distanciamento nas filas dos locais de votação, o uso de álcool gel na entrada da sala e após sair, o uso obrigatório de máscara e é sugerido que cada eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação.


Foto: Manuel Posada | Sentinela 24H



511 visualizações0 comentário