Dezenove famílias da Vila Real pedem para ficarem em área verde

Na tarde de quarta-feira (28), o Motoqueiro Verde foi até a Vila Real, onde dezenove famílias que não possuem casa própria pedem para ficar em uma área verde. Adriana Pereira que é uma das pessoas que esta querendo ajudar a sua filha a ter a sua casa própria, falou a respeito da situação que a sua filha e essas famílias estão passando.


Ela pede ajuda da população para quem puder contribuir, para que daqui a algum tempo a justiça ou o ministério não retire essas famílias deste local. As famílias dividiram os terrenos em dezenove partes, limparam o terreno e construíram as suas casas, porque não tinham condições de pagar aluguel.


Antes das famílias chegarem era uma área verde, possuía apenas um campinho de futebol e que muitas vezes os ciganos utilizam esta área sem pagar nada. A secretária da fazenda foi até o local e deram intimação para que as pessoas se retirassem do local, muitas pessoas assinaram o pedido e outras não, porque não tinham muita informação de como poderiam agir.


Ela conta que as famílias foram até a prefeitura para pedir uma ajuda e para pedir permissão para continuar no local, porém foi dito a eles que no momento não será possível ajudar as famílias.

Geovanni Rodrigues de Mello outro morador do terreno, conta que se não estivesse realmente precisando não teria a necessidade de uma pessoa morar no meio do mato e que todas as famílias apenas querem ter um local para morar.


“Queremos o apoio dos Santanenses, porque este terreno estava atirado e é uma área que apenas os ciganos estavam usando” diz ele.


Ana Carolina que apoia a irmã que esta vivendo no terreno, disse que teve uma moça que chegou com um papel para verificar que área era esta da Vila Real e que não tinham certeza qual área era.


“Isto deixa a gente indignada, porque não podemos nos expressar, não podemos falar porque sempre tem alguém para debochar e criticar a situação das famílias” diz ela


Fotos: Marcelo Ubal | Sentinela24H

153 visualizações0 comentário