Defensoria Pública emite nota de esclarecimento após denúncia de Vereador em Livramento

Atualizado: há 5 dias

Defensória Pública emite nota após denúncia realizada pelo vereador Jovani Romarinho por falta de atendimentos em Santana do Livramento.


Confira a nota:


A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, após tomar conhecimento da postagem na página Sentinela 24h, em que um vereador da cidade de Sant'Ana do Livramento alega não haver atendimento na instituição, vem a público informar que o conteúdo exposto não condiz com a realidade dos fatos.

Mesmo com a gravidade da pandemia de Covid-19, a instituição ressalta que, em momento algum, deixou de realizar atendimentos aos assistidos, tendo realizados 16.096 atendimentos na cidade, desde março de 2020, quando houve o início das restrições com base no sistema de bandeiras do governo do Estado.

Para evitar aglomerações e risco de contaminações, tanto dos assistidos quando dos servidores da Defensoria, a prioridade é para o atendimento pelo telefone 55 3243-2588, de segunda a sexta, das 09h às 12h e das 13h às 18h. Além disso, desde a mais recente mudança da bandeira na cidade de Sant'Ana do Livramento, os atendimentos presenciais voltaram a ocorrer na sede exclusivamente para pessoas que não possuem condições de emitir as demandas via telefone. Da mesma forma, os atendimentos presenciais são marcados e agendados, quando as circunstâncias o exigem.

Em razão da grande procura, pedimos que as pessoas que, por ventura, não conseguirem o contato telefônico, insistam nas ligações.

Salientamos que a porta de entrada do prédio fica fechada, justamente, para evitar aglomerações na parte interna da estrutura, mas os assistidos que forem ao endereço, estão recebendo as devidas orientações e, quando necessário, são autorizados a ingressarem do edifício. Nesta terça-feira (8), por exemplo, diversos atendimentos presenciais foram feitos dentro do prédio.

Ressaltamos que todas as medidas tomadas pela administração da Defensoria Pública, em Sant'Ana do Livramento, assim como nas demais sedes da instituição, são necessárias diante da gravidade da pandemia e desejamos que o quadro melhore, para que os atendimentos possam ocorrer de maneira 100% presencial.

A Defensoria Pública reforça o compromisso de prestar assistência jurídica gratuita a todos e a todas e lamenta que em momento algum a Assessoria de Comunicação da Instituição tenha sido procurada pelos autores da página, como preconiza o bom jornalismo, para saberem, de fato, como é o procedimento de atendimentos.

Foto: Lucas Bichinque / Sentinela24h

442 visualizações0 comentário