Crimes de homofobia em Livramento terminam com mulher indiciada e outro caso investigado



No decorrer da última semana, a equipe do Sentinela 24H conversou com a Delegada de Polícia Civil, Giovana Muller, sobre casos de homofobia em Santana do Livramento.


"É importante fala sobre esse assunto, por que um tempo atrás não havia uma lei criminalizando homofobia. O STF enquadrou a homofobia na Lei de Racismo. Não é racismo, mas está equiparado", contou Giovana.


Segundo Giovana, uma mulher foi indiciada pela Polícia Civil, devido a um caso registrado em outubro de 2021, envolvendo um ex casal. A mulher teria descoberto que o marido tinha um relacionamento homoafetivo, o que acabou levando a toda a situação que terminou com um registro na Delegacia.


No outro caso registrado durante a última semana, uma mulher com seu devido nome social teria ido até um estabelecimento comercial realizar uma compra, quando foi alvo de comentários e atitudes que a levaram a registrar ocorrência também. O caso será investigado agora pelas autoridades policiais.


A Delegada relatou que após o inquérito ser encerrado, cabe ao Promotor e ao Ministério Público analisar e dar continuidade ao trabalho. Em caso de condenação, a pena de reclusão pode chegar de 1 a 3 anos, além do pagamento de multa.


Foto: Lucas Bichinque | Sentinela 24H

1.411 visualizações0 comentário