Corpo da dentista desaparecida foi encontrado em região de mata fechada, de difícil acesso

Na tarde desta quarta-feira (14/10), o corpo da dentista Bárbara Terezinha Machado Padilha, 32 anos, foi encontrado às margens da BR 158. O corpo foi localizado por cães farejadores do Corpo de Bombeiros de Santa Maria, que estavam auxiliando nas buscas desde a segunda-feira. O corpo estava em região de mata fechada, de difícil acesso, distando cerca de 300 metros do local, onde no dia de ontem, foi encontrada uma pegada compatível com a bota que Bárbara calçava no dia em chegou à Santa Maria.


O local estava sendo alvo de buscas, porque as imagens obtidas nas câmeras de segurança do Posto de Combustíveis e do CIOSP, localizadas no Trevo do Castelinho, apontaram que Bárbara seguiu na direção da serra. Ela também havia sido vista atravessando a ponte e depois uma câmera de segurança de um estabelecimento comercial flagrou Bárbara caminhando sozinha, em local escuro, na direção de onde foi localizada.


Toda a investigação técnica realizada apontou que o celular de Bárbara foi utilizado naquela região, onde seu corpo foi encontrado. O corpo não apresentava nenhum sinal de violência, apenas arranhões decorrentes da mata extremamente fechada e densa que ela atravessou para chegar até aquele local. Agora o Inquérito será concluído pela Delegacia de Polícia de Tupanciretã, presidido pelo Delegado Adriano de Rossi, que desde a manhã de domingo vem tomando depoimentos e acionando o Poder Judiciário na busca de medidas que permitissem viabilizar a localização de Bárbara. Peritos do IGP periciaram o local e o IML fará as perícias necessárias para o desfecho do caso.

Foram mais de 80 horas de muito trabalho, até que o corpo de Bárbara fosse localizado. Trabalharam nas investigações do caso Policiais Civis da DP de Tupanciretã, DPHPP de Santa Maria, DEAM de Santa Maria, SIPAC da Delegacia Regional de Polícia e Corpo de Bombeiros. A PRF também prestou relevante apoio aos trabalhos.






1.099 visualizações0 comentário