top of page

Caso de carro da Emater dentro do Batuva tem repercussão nacional

Um agrônomo da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) foi preso em flagrante após cair em um lago de Santana do Livramento, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, com um carro oficial da instituição. Segundo a Brigada Militar (BM), ele apresentava visíveis sinais de embriaguez.


O acidente aconteceu na quinta-feira (27). O nome dele não foi divulgado. No carro, foram encontradas garrafas de bebidas alcoólicas vazias. Maços de dinheiro, totalizando R$ 20 mil, estavam boiando próximo ao automóvel. A polícia investigará a origem do dinheiro.


Em nota, a Emater disse que “ lamenta profundamente o ocorrido que vai totalmente contra os preceitos e objetivos da Instituição” [confira a nota, na íntegra, abaixo]. O servidor deve ser afastado da função e responder a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), que pode resultar desde uma advertência até a exoneração.


De acordo com a Brigada Militar (BM), o acidente aconteceu por volta das 18h30 de quinta-feira no Lago Batuva, no bairro Planalto. A BM e o Corpo de Bombeiros receberam ligações de pessoas que estavam na região e viram o que havia acontecido.


Foto: Ralph Quevedo/Sentinela 24h

Ao chegar ao local, flagraram o agrônomo saindo do veículo, que afundava na água.


Na delegacia de polícia, o trabalhador da Emater disse que voltava de uma vinícola, sem dar mais detalhes. Por essa razão, foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante e direção perigosa de veículo automotor. Por isso, foi preso. Após pagar fiança no valor de R$ 1.320, foi liberado. Ele vai responder pelos crimes em liberdade.


Corpo de Bombeiros e BM retiraram o veículo de dentro do lago. Após, ele foi levado para um depósito.


Foto: Ralph Quevedo/Sentinela24h

Nota da Emater

"Após ter tomado conhecimento dos fatos envolvendo trabalhador da Emater/RS-Ascar em acidente de trânsito ocorrido em data de 26/10/2023, em Santana do Livramento/RS, no Lago Batuva, enquanto Entidade dedicada à prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural e social no RS, reafirma seu compromisso com o respeito a liberdade de imprensa e respeito às autoridades e, lamenta profundamente o ocorrido que vai totalmente contra os preceitos e objetivos da Instituição. Determinamos o afastamento imediato do empregado e a instauração de procedimento administrativo interno para apuração dos fatos e a condução do assunto respeitando os ritos e as normas legais.


Porto Alegre, 27 de outubro de 2023.

Diretoria da Emater/RS-Ascar".


Texto: G1/RS - RBS TV
0 comentário
bottom of page