"Capoeira é liberdade, representa minha alegria" afirma santanense do Dia do Capoeirista



Nesta segunda-feira, dia 03 de agosto, é celebrado o Dia do Capoeirista no Brasil, e a reportagem do Sentinela 24H conversou com o santanense Patrick Vieira, conhecido como "Bombriu". Ele faz parte do grupo Ile do Capoeira, graduado como monitor e praticante há oito anos do esporte.


Questionado sobre como o santanense conheceu a Capoeira, ele afirmou: "Conheci a Capoeira através do meu irmão, que treinou durante o ano de 2006. Na época eu era criança e não praticava, até na verdade nem gostava da Capoeira. O tempo foi passando e aos poucos fui me interessante pela arte, então no ano de 2012 foi quando procurei e tive meu primeiro contato com a Capoeira na Academia Dalva Gonçalves.


Meu professor na época era Robson, conhecido como "Pinóquio", e dai em diante não parei mais. Depois que o Robson foi embora, segui treinando com outro aluno que agora é meu atual professor, Ronald conhecido como "Tamanduá".



O que a Capoeira representa na tua vida hoje? "Para mim a Capoeira representa minha liberdade, minha alegria. A Capoeira fez mudar meu jeito de ser, meu jeito de pensar, ela mudou meu mundo desde o dia que a conheci. Para mim, é como uma parte de uma música que diz 'Mais valioso do que ouro e diamante, ar que respiro para poder sobreviver'. Essa letra diz tudo o que a Capoeira é e representa na minha vida. Ela nunca te abandona."


O que representa o dia do Capoeirista para ti? Representa o treino e dedicação por que todo dia é dia da Capoeira. Quando não estamos treinando, estamos tocando e cantando. Tudo é Capoeira".


Alguma dica para quem desejar começar? A dica é persistência. Jamais desistir, por mais que as vezes seja difícil, mas sempre a Capoeira te compensa. É uma arte completa por que ela é como uma mãe, nunca abandona os filhos.


Tem vários tipos de Capoeiras. Aqueles que são bons cantadores, aqueles que são bons jogadores, aqueles que são bons tocadores de instrumento. Então você sempre vai encontrar seu espaço, por que ela sempre terá oportunidades, e pra ter essas oportunidades tem que ser persistente. Não desista nunca!"



Origem da data


O dia da Capoeira surgiu da Lei nº 4.649 de 1985, do Governo do Estado de São Paulo. Ele instituiu oficialmente a data em comemoração a todos os capoeiristas, porém a nível nacional ainda não existe uma lei que oficialize a data. A Capoeira surgiu no país entre afro-brasileiros escravizados, nos meados do século XVII, onde para se defender de golpes que recebiam dos capatazes, os cativos empregavam movimentos rápidos para desviar do chicote, aplicando com os pés pancadas no adversário.


Fotos: Arquivo Pessoal

146 visualizações0 comentário