Brigada Militar realiza ação para doação de sangue e cabelos em Livramento



Na tarde desta terça-feira (09), a equipe do Sentinela 24H conversou com a Sd. Beatriz, sobre uma ação realizada pela Brigada Militar que tem como objetivo arrecadar sangue e cabelos, em Santana do Livramento.


Segundo relatou Beatriz, o PROERD completa 23 anos no Rio Grande do Sul, e geralmente são feitos encontros e seminários para celebrar. Devido a pandemia, surgiu a ideia de ser realizada uma gincana on line, onde cada instrutor deve mobilizar sua comunidade e sua cidade, para ajudar.


A 2ª tarefa foi estabelecida como a arrecadação de sangue e cabelos. As doações de sangue ocorrem na quarta-feira (10), na Santa Casa de Misericórdia. O horário para doação pela manhã é das 9h até às 11h30, e pela tarde das 13h30 até às 16h. Para auxiliar na gincana, o doador precisa fazer uma foto doando e enviar para equipe, o que vai garantir pontos.


As fotos podem ser enviadas para a página do Consulado, a página da BM CRPO Fronteira Oeste, ou para o número de WhatsApp (55) 99655-1679.


"As meninas do Consulado souberam e se uniram a nós", contou Beatriz sobre o apoio recebido pelo Consulado Feminino do Grêmio. Outro meio de ajudar é doando mechas de cabelo. A partir de 10 cm, as doações podem ser feitas no quartel do 2º RPMon.


Para realizar a doação, a pessoa precisa ter entre 16 e 67 anos, ter realizado a primeira doação com no máximo 60 anos, pesar mais de 50 kg, sentir-se bem e estar com saúde, estar alimentado, e apresentar um documento com foto expedido por um órgão oficial.


Caso seja menor de idade, o doador precisa estar acompanhado de um responsável legal.


Não podem doar sangue aqueles que fizeram alguma cirurgia recentemente, estiverem em jejum prolongado ou ingeriram alimentos gordurosos nas últimas 4 horas, ter ingerido bebidas alcoólicas há menos de 12 horas, ter realizado endoscopia nos últimos seis meses, ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos seis meses, ter estado com gripe ou febre nos últimos sete dias, ter hepatite viral após os 11 anos, estar grávida ou amamentando, usar determinados medicamentos ou drogas, ter contato com múltiplos parceiros sexuais nos últimos 12 meses e não ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior à doação.


Foto: Lucas Bichinque | Sentinela 24H

137 visualizações0 comentário