Banca do Bocha: Mais de 40 anos de história na Fronteira da Paz



Na manhã desta quinta-feira (21), a equipe do Sentinela 24H foi até a Praça José Bonifácio, conhecer detalhes da história de Maureci Cavalcanti, a figura conhecida e querida como "Bocha" na Fronteira da Paz.


"Ah minha primeira banca foi na frente do hospital Santa Casa, ali eu e a minha mãe começamos há quase 44 anos que a gente tá na batalha. Tem um detalhe, a banca era de madeira e eu dormia dentro da banca para não roubarem, porque naquele época havia arrombamentos nas bancas de jornal. Eu com 13 anos, e foi ai que começou", contou Bocha.


Desde o ano de 1995, a banca está localizada na Praça José Bonifácio, sendo que antes foram três anos na frente da Santa Casa e mais 16 anos na frente do antigo Pegue e Pague 3. "Graças a Deus virou ponto de referência", contou Maureci sobre a praça ser muitas vezes mais reconhecida pela própria banca, do que pelo seu próprio nome.


Questionado sobre quantas gerações já passaram pela Banca, "Muita gente já está vindo aqui com os netos, comprar revistas". Outro ponto abordado durante a entrevista foi a questão da troca de figurinhas que acontece na praça, e que Bocha revelou que se iniciou no ano de 2006 durante a Copa do Mundo.


Foi o jornalista Duda Pinto que anunciou a primeira edição da troca de figurinhas em sua coluna, e naquele primeiro encontro já vieram muitas pessoas. "Houve um sábado que chegou a ter 3 mil pessoas aqui", revelou Maureci, relatando também que pessoas de outros departamentos do Uruguai mandavam parentes nas trocas, para conseguir novas figurinhas.


Bocha revelou também que apesar de várias outras bancas apostarem em diversificar, ele ainda aposta no tradicional. "Antigamente haviam por volta de 30 bancas de venda de revistas na cidade, e hoje são só duas".


Confira a entrevista na íntegra:



Foto: Lucas Bichinque | Sentinela 24H

236 visualizações0 comentário