Associação de Moradores do Residencial Manoela, explicam polêmica de casas invadidas

Na manhã desta quarta-feira (17), os representantes da Associação de Moradores, falaram a respeito da polémica envolvendo o loteamento Manoela, já que há dias atrás uma moradora do local relatou que a sua residência havia sido invadida, mesmo após obter todos os documentos legais.


O Presidente da Associação conta que a Associação de Moradores não faz parte legal do projeto Minha Casa Minha Vida e que apenas representam os moradores do local, por este motivo não poderiam avisar eles desta situação, já que não haviam informação a respeito.


Ele relata que a Cooperativa esta efetuando a retirada das unidades, já que ela é detentora destas propriedades, muitas pessoas relatam serem donas das residências, porém até o momento ninguém é dono legitimo, porque os terrenos estão sob responsabilidade da cooperativa, sendo posteriormente efetuada a assinatura de contrato com a Caixa Econômica Federal.


“As pessoas que moram no local são todos trabalhadores, são pessoas que se esforçam para ter os seus direitos e ninguém é invasor” comenta.


Vanessa que é vice-presidente da Associação fala que desde que iniciou o processo de inscrições da cooperativa, foram anos de espera pelas casas e após o ocorrido muitas pessoas relataram que quem recebeu as casas foram amigos do vereador, porém ela conta que apenas foram pessoas que acreditaram no trabalho que ele vinha fazendo sem ser vereador.


“Todos que estão aqui passaram por um processo de seleção, passaram dentro da burocracia que exige a questão da renda, sendo efetuado todos os levantamentos que o projeto necessita” comenta.


Fotos: Lucas Bichinque | Sentinela24H

1.031 visualizações0 comentário