top of page

Administradora de imóveis é alvo de operação por suspeita de desviar mais de R$ 1 milhão

A Polícia Civil realiza, na manhã desta sexta-feira (15), operação policial contra uma administradora de imóveis suspeita de se apropriar de valores de condomínios em Porto Alegre. Os valores, conforme investigação policial, ultrapassam R$ 1 milhão.


Na ação, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão. Um na sede da empresa Promark, no Centro Histórico da Capital, outro na casa do sócio-proprietário e umem Santana do Livramento, na Fronteira Oeste, em outra unidade da empresa.


Conforme o delegado Vinícius Nahan, da 2ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, a administradora, que tem 22 anos de atuação no mercado, se apropriou de valores de fundo de reserva, fundo de obras, taxas e impostos não pagos, contas de água e luz. Por isso, também foram cumpridas ordens de bloqueio de bens, para garantir o ressarcimento das vítimas. Até o momento, sete condomínios de cinco bairros diferentes registraram ocorrência.


Ainda conforme Nahan, esse esquema foi descoberto após outra operação semelhante, envolvendo a Imobiliária Menino Deus. Com a divulgação daquela estrutura, síndicos de prédios administrados por outras empresas passaram a analisar as contas dos condomínios e perceberam que havia indícios de fraude.


O proprietário da empresa informou que não irá se pronunciar no momento. O espaço segue aberto para posterior manifestação.


Texto: GZH

Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS
0 comentário
bottom of page