Santanense é destaque no marketing da loja Centauro


A cada dia, diferentes santanenses ganham seu espaço no mercado de trabalho fora da sua cidade natal, e levam o nome de Sant'Ana do Livramento não só para outras cidades como também para outros Estados.

Esse é o caso de Juliano Braz, santanense de 33 anos que reside a 11 anos em Santa Catarina. No começo vivendo por três anos em Florianópolis, e hoje residindo há cerca de oito anos na cidade de Palhoça, município vizinho, o conterrâneo faz parte da loja Centauro, a maior empresa de artigos esportivos da da América Latina.

Juliano se tornou referência na empresa após dez anos de carreira, começando como vendedor por 1 ano, e logo após sendo promovido para a área de marketing, onde hoje ele atua como visual merchandising da loja. Responsável por todo o visual da empresa, o santanense também participa de inaugurações de novas unidades em outras cidades, ''Uma grande experiência e aprendizado'', diz ele.

O santanense contou a nossa reportagem que no inicio não foi nada fácil lidar com a distância da família e dos amigos, ''Mas graças a minha vontade de dar certo na vida e ao suporte dos meus pais nos primeiros meses, consegui segurar a barra e a saudade de estar longe. Para tudo na vida tem um sacrifício e esse era meu desafio, assim como todos que um dia tentam ou tentaram a vida fora, não foi nada fácil, mas basta ter força de vontade e fé que vai dar certo'', declarou ele. Hoje Juliano afirma que viajou somente com uma mala nas costas em busca dos seus sonhos, e nesses anos de trabalho já conquistou um carro, uma casa e sua família.

O responsável pelo marketing da loja Centauro contou que enquanto morava ainda em Livramento, completou seu segundo grau, fez cursos na intenção de arrumar um trabalho, porém as empresas locais estavam sempre fechando suas portas. Em Santa Catarina o jovem então encontrou um cenário completamente diferente, sendo muito bem recebido no novo Estado e logo encontrando trabalho.

''Vejo Livramento com um grande potencial para crescer, porém desde o tempo que vim embora não vi evolução, amigos e familiares reclamam das condições que a cidade esta oferecendo'', declarou o santanense. ''Olhando de fora, acho que Livramento parou no tempo, se acomodou coma cidade vizinha Rivera e não evoluiu em nada. Hoje se tem turismo, é por Rivera existir, o que faz trazer o 'pouco' do movimento ao nosso comércio... agora imagina se não existisse a Fronteira?!?''.

Mesmo assim, Juliano leva Sant'Ana do Livramento no coração por onde vai, ''Torço muito pela cidade e espero um dia voltar a ir mais seguido. Hoje em dia vou pelos familiares e amigos que deixei, porém o meu carinho e orgulho de ser santanense jamais vou perder. Até porque o Rio Grande do Sul é e sempre vai ser o povo mais humilde e acolhedor que conheço''.

Foto: Acervo Pessoal Juliano Braz


0 visualização

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções