Dr. Moreira, o médico que realizou milhares de partos em Livramento


Neste dia 18 de outubro é celebrado no Brasil o Dia do Médico, e nossa reportagem foi conversar com o Obstetra Dr. Ângelo Sérgio Lopes Moreira.

Com 37 anos de profissão, o médico se formou no ano de 1982 e terminou sua residência em 1984, retornando a sua cidade natal logo após, onde continua diariamente com seus atendimentos. O médico contou para nossa reportagem que veio de uma classe média baixa, onde a representatividade social que o médico tinha, exercia um encantamento. ''Desde cedo pela minha facilidade nas áreas biológicas e por gostar de estudar, me interessei pela área, especificamente pela medicina'', declarou.

Sobre o Dia do Médico, Dr. Ângelo comentou que tem um significado especial para cada profissional, tendo ele vivido já várias fases da medicina durante seus anos de carreira. ''Ao longo desses anos eu me sinto profissionalmente bem realizado, dentro do meu propósito de exercer a medicina. Sou Obstetra, sempre gostei do parto normal, nunca me 'violentei' a ponto de aceitar práticas médicas que eu não concorde, e cada vez mais ao longo da minha vida tenho tido tranquilidade para poder dizer não. Hoje por exemplo, tenho a tranquilidade de não aceitar no Pré-Natal uma gestante que não queira o parto, diferente daquele caso que tem indicação para uma cesariana''.

''Da maneira como exerci, acho que de uma maneira digna, responsável e sempre procurando me atualizar, e enquanto eu tiver ainda vontade e prazer em estudar, seguramente vou continuar exercendo'', disse o Obstetra. Quando voltou para Livramento logo após terminar sua residência, o médico já tinha mais de mil partos procedidos. Dessa época em diante, foram milhares de outros partos realizados, milhares de vidas que vieram ao mundo através das mãos do profissional.

Como dica para todos aqueles que sonham em ser médicos um dia, ''Durante toda a vida, é uma vida de estudo. Não existe aquele dia que tu não pesquise algum artigo ou que tu não leia alguma matéria, ou não revise algum livro''. Como mais dicas, Dr. Moreira complementou que é necessário gostar de estudar para fazer medicina, e além de tudo, o mais importante para ele é ''Quem faz medicina, tem que gostar de gente''.

O Sentinela 24H parabeniza o Dr. Moreira e todos os médicos pelo seu dia, por toda a dedicação para com o ser humano e o cuidado com seus pacientes.

Foto: Lucas Bichinque | Sentinela 24H

Quem não gostar de estudar não pode fazer medicina.

quem faz medicina tem que gostar de gente


1,455 visualizações0 comentário