Sindicato dos Servidores protocola pedido de prisão de Eduardo Leite


Em meio à repercussão do anúncio de que os salários de junho dos servidores estaduais terminarão de ser pagos apenas em 12 de agosto, o Sindicato dos Servidores do Poder Executivo (Sintergs) protocolou um pedido de prisão do governador Eduardo Leite (PSDB) no Tribunal de Justiça.

A entidade é autora de uma ação na qual o Estado foi condenado a pagar os servidores em dia. Como a ação já transitou em julgado – ou seja, não há mais possibilidade de recursos – o Sintergs alega que descumprir a sentença é crime de desobediência e crime de responsabilidade e pede a detenção de Leite de 15 dias a seis meses, além de multa.

Em nota, o governo negou que haja crime da parte de Leite e alegou que os atrasos nas salários ocorrem por motivos alheios à vontade do governador. Disse ainda que o governo está empenhado em regularizar os pagamentos até o fim do ano.

“Várias medidas estruturais já foram tomadas pelo atual governo desde janeiro e outras estão em andamento para que o Estado possa, até o final do ano, colocar o pagamento dos servidores em dia”, diz o texto.

Fonte: Portal GAZ


858 visualizações0 comentário

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções