© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções

Após luta de dois anos de espera, Manu inicia tratamento ortopédico


Na tarde desta terça-feira (16), a equipe do Sentinela 24H em contato com a Família da pequena Manu, soube que a mesma já está recebendo o tratamento que necessitava e aguardava há mais de dois anos.

Após o médico santanense ter levado esperança para a família que ainda havia possibilidades de melhora com tratamentos, o mesmo conseguiu uma consulta com um especialista em ortopedia em Santa Maria.

Durante esses dois meses a pequena está em tratamento família já nota melhoras. Segundo dona Fátima, Mãe da Manu, "Ela já está conseguindo caminhar sozinha, brincar e retornou para a escola. Os remédios e o tratamento já está fazendo bastante efeito, e até mesmo o pé desinchou".

Na próxima semana a Manu deve ir até a cidade de Santa Maria, para uma nova consulta com o especialista.

Nossa equipe estará atualizando mais informações sobre o caso da pequena Manu.

Entenda o caso:

No dia 29 de maio, a reportagem do Sentinela 24H foi até a casa da dona Fátima, conversar com ela sobre a história da sua filha, a pequena Manu, que está enfrentando um problema no pé, e que este está começando a afetar sua coluna.

Manu possuí síndrome de down, e há cerca de dois anos, desenvolveu esse problema no pé esquerdo, e devido a Livramento não ter um ortopedista infantil na região junto com a demora na espera pelo SUS, o problema tem se agravado. O que no inicio se limitava ao pé, agora causa dores no joelho e no quadril da criança. Fátima contou a nossa reportagem que já fez vários pedidos e encaminhamentos através da Secretária de Saúde, porém só obteve desde 2016 uma consulta.

Há cerca de um mês e meio essa consulta foi realizada em Santa Maria, e desde então Manu e sua mãe aguardam um retorno. ''Eles me falaram que se for grave, vão chamar ela logo para um programa Escola-Hospital'', contou Fátima. Ainda sobre a gravidade do problema, ela disse ''É grave sim, porque ela antes conseguia caminhar, agora ela não consegue mais. Ela é uma criança de oito anos que não consegue caminhar sem ajuda, pela dor.''

Manu e sua mãe Fátima vivem na rua Sabino Silveira, e aguardam um retorno tanto de Santa Maria, quanto dos demais encaminhamentos feitos através da Secretária de Saúde do município. O caso é grave, pois cada dia sem um retorno, é um dia em que a situação da pequena se agrava.

O Sentinela 24H deseja um breve retorno para o caso, e uma rápida recuperação para a pequena Manu. Qualquer nova informação, atualizaremos.

Fotos: Yuri Teixeira / Sentinela24h


163 visualizações