Neymar deixa a delegacia depois de quase 4 horas de depoimento


Neymar deixou a sede da 6ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), em Santo Amaro, por volta das 19h desta quinta-feira, depois de quase quatro horas — o jogador ainda demorou outra hora só para deixar o local. O atacante prestou depoimento no inquérito em que é suspeito de estupro, segundo denúncia feita pela modelo Najila Trindade, após um encontro entre ambos em Paris, em 15 de maio.

O jogador foi ouvido pela delegada Juliana Lopes Bussacos, que preside a investigação. O depoimento foi acompanhado por três promotoras de Enfrentamento à Violência Doméstica do Ministério Público de São Paulo.

"Não podemos falar sobre o que foi tratado. Ele (Neymar) deu os esclarecimentos necessários, que vão ser analisados. Ele respondeu a todos os esclarecimentos de forma satisfatória", disse a promotora Flávia Cristina Merlini, que também descartou por enquanto uma acareação entre Neymar e Najila. Além de Flávia, Estefânia Ferrazzini Paulin e Katia Peixoto Vilani Pinheiros Rodrigues também acompanharam o depoimento.

A polícia havia montado um esquema especial de segurança para a chegada do atacante. A Rua Padre José de Anchieta, onde está localizada a delegacia, foi fechada minutos antes da chegada do jogador.

O trânsito da Rua Padre José de Anchieta foi bloqueado para a chegada do atleta — os jornalistas ficaram afastados da delegacia, assim como os curiosos. Homens da Rocam da PM fizeram a segurança dola entrada principal sa delegacia, enquanto policiais civis formavam uma barreira para evitar a invasão do local por parte dos populares.

O atacante do PSG e da Seleção Brasileira chegou em uma van e escoltado por viaturas da Polícia Civil. Neymar havia deixado a casa que possui em Mangaratiba (RJ) no início da tarde e seguiu em um jatinho para a capital paulista.

Cerca de 200 pessoas se aglomeram na entrada do 11º DP (Santo Amaro), onde também está instalada a delegacia da mulher, para acompanhar a chegada do atacante. No entanto, Neymar entrou por um acesso lateral do prédio e seguiu por dentro das instalações do Distrito policial até a porta da DDM, onde foi recepcionado pela delegada titular.

Manifestação

Fãs do jogador ergueram uma faixa de apoio ao jogador em frente ao DP. Os manifestantes gritavam frases e expressões como "que a verdade seja dita", "golpe não", "mercenária" e "mentirosa "além do nome do ídolo.

Os manifestantes permaneceram por horas na frente da delegacia. Quando Neymar deixou o local, havia ainda uma grande quantidade de curiosos à espera do jogador.

Fonte: Correio do Povo


0 visualização

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções