Fotógrafo Santanense guarda registros históricos de Ayrton Senna, "Todos choramos aquele dia, f


As vésperas do dia 1 de maio, data que é lembrada como o 25º aniversário do falecimento de Ayrton Senna da Silva, a equipe do Sentinela 24H foi até a famosa Laje do Duda Pinto, onde conversou com o fotógrafo e colunista Santanense, que abriu seu acervo de fotos históricas do piloto, mostrando imagens registradas dias antes da morte do piloto, quando ele participou do circuito de Interlagos. Junto com as fotos registradas por Duda, seu irmão, Paulo Pinto também fez parte dessa história com imagens que descrevem a grande do piloto, mesmo que as vezes, em seu silêncio profundo, antes de cada corrida, mostravam a frieza para conquistar a vitória, e fora das pistas, a humildade no trato com o próximo.

Entre essas fotos, está um dos últimos momentos de Galvão Bueno e Ayrton Senna. Grandes amigos que de forma precoce foram separados, após aquele fatídico acidente no Grande Prêmio de Imola, na Itália, em 1994.

Uma narração melancólica até hoje lembrada, pois o profissional havia acabado de perder mais que um ídolo, mas um amigo.

Durante entrevista ao Sentinela, Duda destaca o registro e salienta, "não consegui mais assistir Fórmula 1. Todos choramos aquele dia, ficou um vazio. Um ano depois, na Copa América, encontrei o Galvão e falei pra ele da foto que havia registrado, sem saber que aquele foi um dos últimos momentos gravados dele e do Ayrton", destacou. Sobre o tema da vitória, Duda diz se arrepiar até hoje, "Não tem como não escutar a música e não imaginar ele sendo abraçado pelo povo, bandeira do Brasil tremulando. O Brasil hoje carece de um herói, carece de ídolos. Quem sabe Ayrton Senna foi nosso último grande ídolo", salientou o Fotógrafo.

Sobre a amizade com Galvão, ele afirma: "Desde a Copa América, a gratidão pela foto e a aproximação com o Galvão Bueno fez ver o grande ser humano que ele é, e o quanto ele admira até hoje o Senna, algo que temos em comum e que mesmo longe, mantemos uma saudável amizade". Antes de terminar, Duda Pinto lembra da importância da foto, "uma imagem que foi entregue com uma dedicatória do meu amigo e cumpadre Carlos Eduardo Grisolia, o nosso Calico, que soube usar muito bem as palavras para expressar um sentimento incomum, ímpar, que havia naquela foto, mostrando a importância do nosso trabalho e contar histórias atravessar da fotografia", finalizou.

Confira dois breves trecho do Livro "Fala Galvão" por Galvão Bueno

"Ayrton ultrapassou todos os parâmetros estabelecidos para um ídolo esportivo. Emerson foi um ídolo, Piquet foi um ídolo. Tivemos vários ídolos em todos os esportes, mas Ayrton ultrapassou todas as barreiras. Ele era mais que ídolo, era um herói brasileiro. Ele era Ayrton Senna do Brasil. E se fez herói numa fase muito complicada do Brasil. Não que hoje esteja tudo resolvido na educação, saúde, no combate à impunidade, mas era pior. Ele era o brasileiro que deu certo, vindo de um país onde tudo dava errado. Era um brasileirinho que chegava e ganhava dos alemães, dos ingleses, dos franceses, dos americanos em uma época em que no país havia miséria, violência, analfabetismo, desemprego, impunidade e inflação estratosférica."

"Ayrton era uma pessoa adorável, de coração grande, ajudava as pessoas, tinha uma obra social importante e não deixava ninguém saber. Tivemos uma amizade muito especial. Quando ele comprou uma casa em Angra, eu já tinha a minha. Ele vinha nos finais de tarde, de helicóptero. Tive que fazer um heliporto para ele. Vinha, descia, jogávamos uma partida de tênis, ele tomava uma água de coco, subia no helicóptero e voltava para casa. Em alguns fins de ano, tinha festa na casa dele no dia 30 de dezembro, e na minha casa no dia 31. Realmente fiquei muito amigo dele e da família. Gosto de me lembrar dele pelos bons momentos que passamos juntos. Não penso na tragédia."

As boas lembranças e homenagens de Duda, Paulo, Calico e Galvão são sinceras e a equipe do Sentinela 24H se une neste 1 de maio, neste sentimento de boas recordações do herói, Ayrton Senna da Silva, ou melhor, Ayrton Senna do Brasil.

Foto: Ralph Quevedo e Luana Derques

Registros de Ayrton Senna: Duda Pinto e Paulo Pinto


146 visualizações0 comentário

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções