Líder de facção criminosa de Porto Alegre é condenado por assassinato


Os jurados condenaram o líder da facção V7, conhecido como Nego André, 34 anos, a 20 anos e seis meses de prisão, e o seu cúmplice, de apelido Bergamota, a 15 anos e seis meses de prisão. Os dois foram considerados culpados do assassinato de Vanderluiz Ribeiro do Amaral. Os dois, conforme denúncia do MP, teriam, no dia 8 de novembro de 2014, pouco antes das 7h, no Beco das Flores, bairro Santa Tereza, matado a tiros a vítima, que chegava em casa.

Vanderluiz Ribeiro do Amaral chegava ao local após uma festa quando foi alvo dos disparos em decorrência da disputa estabelecida entre traficantes da Vila Pantanal e a facção comandada por Nego André. “O motivo foi torpe tendo em vista que o crime foi praticado em razão do tráfico de drogas, demonstrando extremo desvalor à vida humana”, alegou o MP.

Comandada do interior do sistema prisional o V7 é rival dos Bala na Cara. Com a principal base situada na vila Cruzeiro do Sul, ela surgiu em 2013, atraindo em torno de si outros grupos criminosos também contrários ao avanço e domínio dos Bala na Cara.

Fonte: Correio do Povo


0 visualização

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções