Chuvas no Rio Grande do Sul afetam mais de 10 mil pessoas


O número de pessoas afetadas pelas chuvas no interior do Rio Grande do Sul aumentou e totaliza 10.058, conforme o último boletim da Defesa Civil, divulgado na manhã desta segunda-feira. Segundo o órgão, 6.548 indivíduos estão fora de casa, 5.080 na condição de desalojados e 1.468 como desabrigados. Há ainda 3.412 envolvidos com danos menores em suas residências.

Houve também um aumento no número de municípios afetados. Itaqui, com 15 cidadãos estão desalojados em decorrência de inundação, passou a integrar a lista de cidades com danos, totalizando 25 localidades. Do total de locais, 18 estão com situação de emergência decretada (Bagé, Barracão, Barra do Quaraí, Cacequi, Caçapava do Sul, Canela, Caiçara, Itaqui, Jaguari, Lavras do Sul, Maçambará, Manoel Viana, Rio Grande, Pedras Altas, Pedro Osório, Santana da Boa Vista, São Borja, São Francisco de Assis, Sinimbu) e sete com decreto homologado (São Gabriel, Uruguaiana, São Francisco de Assis, Rosário do Sul, Quarai, Dom Pedrito, Alegrete)

Nesta segunda-feira, a Defesa Civil do Estado organiza o envio de mais dois lotes de ajuda humanitária para municípios da Fronteira Oeste e da região Sul do Estado. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) cessou o alerta hidrológico para o Rio Grande do Sul, informando que há tendência de normalização do nível hidrométrico dos rios, córregos e canais. Porém, reflexos da onda de cheia poderão ser sentidos pelos próximos quatro dias em toda a região da Fronteira Oeste, especialmente no rio Uruguai.

Fonte: Correio Povo


5 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções