BM prossegue buscas a assaltantes de bancos em Trindade do Sul


Prosseguem nesta quinta-feira a perseguição ao grupo que assaltou na tarde de ontem as agências do Banrisul e Sicredi em Trindade do Sul, no Norte do Estado. A Brigada Militar (BM) prendeu na quarta-feira, no interior de Liberato Salzano, um jovem suspeito de ter participado da ação. A ação da Polícia ocorre também no interior de Rodeio Bonito e outros municípios da região Norte. Existem suspeitas que os criminosos estariam em uma reserva indígena.

No assalto, teriam participado diretamente seis pessoas e outros atuado na cobertura. Moradores de Trindade do Sul que presenciaram a ação disseram que dois veículos foram usados no assalto: um Prisma marrom escuro placas IVC-2261, e um C4 de cor bordo vermelho. Após a ação, os assaltantes levaram como reféns uma funcionária do Sicredi e um vigia do Banrisul, que foram libertados logo após saírem da cidade. Um helicóptero da Polícia Civil de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, deve ser utilizado novamente nas buscas aos assaltantes. Não foi informado quanto dinheiro foi levado das duas agências.

Prefeito preocupado com a insegurança

“A insegurança está tomando conta do nosso município em região, diante dos periódicos assaltos a agências bancárias”. A afirmação foi feita na manhã de hoje ao Correio do Povo, pelo prefeito de Trindade do Sul, Odair Adílio Pelicioli, um dia após o assalto às agências do Banrisul e Sicredi da cidade. Ele disse que conversou com pessoas que foram usadas no cordão humano durante o assalto. “Elas estão ainda em estado de choque, apavoradas e com medo”, afirmou.

O prefeito disse que os assaltantes utilizaram uma marreta para quebrar os vidros laterais da porta giratória do Banrisul. Depois do terceiro golpe os vidros quebraram. Ele lembra que no dia anterior à ação (terça-feira, 11), a prefeitura depositou R$ 350 mil nos bancos, referentes a 50% do valor do 13º salário dos 400 servidores municipais. O prefeito Pelicioli entende que o governo do Estado precisa reforçar as estruturas da área de segurança pública também nos pequenos municípios, locais onde atualmente ocorre o maior número de assaltos a bancos.

Fonte: Correio do Povo


13 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções