Dom Pedrito sem focos do mosquito Aedes Aegypti


A vigilância em saúde de Dom Pedrito trabalha durante todo o ano na prevenção de possíveis focos ao mosquito transmissor da dengue, da febre de chikungunya e da febre do zika vírus. A equipe realiza quinzenalmente visita aos 29 pontos estratégicos (cemitério, borracharias, depósitos e afins) e, semanalmente, nas 59 armadilhas espalhadas em todo perímetro urbano. Periodicamente, a coleta é feita pelos agentes de saúde cedidos pelo Ministério da Saúde e enviados para análise. A efetividade do trabalho tem garantido ao Município o status de não ter nenhum foco do mosquito.

De 5 a 9 de novembro, além dos pontos de coleta que é feito durante todo o ano, foi feito um levantamento rápido de índice, que consiste na amostragem de 10% das residências através de sorteio por quarteirão para amostragem e foi apontado que o município continua não infestado.

Cabe ressaltar, que o verão é a estação mais propícia à proliferação do mosquito aedes aegypt. A fêmea do mosquito deposita seus ovos nas paredes de recipientes que acumulam água, e o clima quente e úmido favorece as condições ideais para proliferação. A secretária de Saúde, Lillian Camponogara, lembra a importância de que cada pessoa esteja atenta em eliminar os potenciais criadouros em casa, com atitudes simples como manter caixas d’águas tampadas, calhas desentupidas e vasos de plantas sem o prato.

Denuncie: Quando algum foco do mosquito for detectado e não pode ser eliminado pelos moradores, como em terrenos baldios ou lixos acumulados na rua, a Secretaria de Saúde deve ser acionada para remover possíveis focos/criadouros.

Fonte: Departamento de Comunicação


10 visualizações0 comentário

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções