Passageira de taxista baleado já está no Presídio de Alegrete


O efetivo e rápido trabalho da Polícia Civil de Alegrete resultou na prisão temporária da passageira, na tarde de Terça-feira (05).

A mulher de 32 anos suspeita de ter participação na tentativa de assalto contra o taxista, que levou um tiro na boca, foi presa preventivamente pela Polícia Civil. O trabalho do Setor de Investigação, coordenado pelo Delegado Valeriano Neto, iniciou tão logo houve o comunicado do fato, na madrugada de domingo (04).

Nesta manhã, a suspeita se apresentou na Delegacia. Ela ponderou não ter sido autora e que conhece apenas de vista o autor, sem saber sua identificação. Porém, foi imediatamente solicitada a prisão temporária para que os fatos sejam devidamente investigados e, dessa forma, esclarecer se é procedente a participação de terceiros. O pedido de prisão temporária foi expedido pela Justiça de Alegrete, em poucas horas após solicitado.

O taxista tinha apresentado melhoras no quadro clínico, mas nesta madrugada, ele teve hemorragia e pode ser transferido para Santa Maria ou Porto Alegre a qualquer momento. Ele permanece na UTI da Santa Casa de Alegrete e o estado de saúde é considerado muito grave.

Na madrugada de domingo(4), o trabalhador foi baleado, na boca, numa tentativa de assalto, no bairro Vila Nova.

A mulher chegou no ponto e pediu para falar com o taxista . Depois de conversar alguns minutos, entrou no banco carona, atrás do motorista e saíram em direção à Vila Nova. Cerca de meia hora depois, os colegas receberam a notícia de que o motorista havia sido baleado e estava na Santa Casa. Na tarde de ontem, o PAT conversou com os colegas que estão muito abalados.

Fonte: Alegrete Tudo


29 visualizações0 comentário

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções