Baixas em série abrem brecha para Zeca voltar ao time titular do Inter após 40 dias


Odair Hellmann conduz a semana de trabalhos do Inter com a tarefa de redesenhar sua equipe, combalida pelos desfalques de Rodrigo Dourado, Edenílson e Jonatan Alvez, suspensos para o jogo contra o Atlético-PR no domingo, às 19h, no Beira-Rio, pela 32ª rodada do Brasileirão. As baixas em série obrigam o treinador a buscar soluções em especial para os dois pilares de seu meio-campo. E devem levá-lo a recorrer a Zeca para um retorno ao time titular após mais de 40 dias.

O jogador não atua desde o empate em 1 a 1 com o Corinthians, em Itaquera, em 23 de setembro, pela 26ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, o lateral iniciou na equipe titular e acabou substituído por Fabiano, numa troca que foi mantida nas próximas seguintes. Após dar boa contribuição sempre que requisitado, o substituto conquistou o treinador e virou o "ficha 1" da posição nos cinco jogos desde então.

As ausências abrem espaço para Zeca recuperar o espaço perdido recentemente. E o jovem de 24 anos o fará com a versatilidade como trunfo para assumir o posto de Edenílson, em improvisação como meia central do 4-1-4-1. O atleta, aliás, é quem mais se aproxima do papel cumprido pelo camisa 8 no elenco.

Na função, o lateral terá os encargos de manter a intensidade de movimentação do titular para auxiliar o ataque e o surgir como elemento surpresa nas jogadas ofensivas e dar sustentação defensiva à posição. Polivalente, Zeca já atuou como meio-campista nas categorias de base e costumava desempenhar papel na lateral esquerda pelo Santos, seu ex-clube.

A improvisação remete a estreia de Zeca "na fogueira" pelo Inter. O lateral debutou pelo Colorado logo em um Gre-Nal, na Arena, no primeiro turno do Brasileirão.

> Zeca pelo Inter:

  • 17 jogos

  • 16 jogos como titular

  • 1 assistência

  • 1 cartão amarelo

  • 1281 minutos em campo

O jogador foi a grande atração armada por Odair para o clássico, em um momento de turbulência severa na temporada. Era preciso arrancar ao menos um empate na casa do maior rival para evitar uma demissão. Assim, o treinador o chamou para uma conversa reservada e pediu para atuar em uma improvisação no meio-campo. Ali, Zeca teve atuação satisfatória para garantir um 0 a 0 vital ao Inter àquela época.

Depois do Gre-Nal, o treinador optou por Zeca no meio-campo em mais uma partida, justamente contra o Atlético-PR, no empate em 2 a 2 na Arena da Baixada, pela 13ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, o atleta substituiu Patrick.

A titularidade provável contra o Atlético-PR serve como chance também para o atleta começar a dar a resposta almejada pela diretoria colorada. O lateral-direito foi contratado na metade da temporada para ser o dono da posição, numa negociação que envolveu a saída de Eduardo Sasha ao Santos, após um imbróglio de Zeca com seu ex-clube. Depois de um longo período sem atuar, o jogador teve de fazer um processo de retreinamento físico e sofreu com algumas lesões musculares ao longo do ano.

– Zeca é um cara tranquilo, experiente. Já ganhou Olimpíada. Não dá para falar em queda de rendimento. Ele quer ajudar e trabalha muito. Eu concentro com ele, sempre tento ajudar o máximo possível. Ele dá seu máximo. Uma hora vai pegar sequência e vai ajudar. Uma hora vai arrebentar – disse o centroavante Leandro Damião, recentemente.

Técnico mantém indefinições no time

Se Zeca é o mais cotado para a vaga de Edenílson, Odair mantém indefinições sobre o substituto de Rodrigo Dourado e sobre seu sistema ofensivo. Charles e Gabriel Dias disputam a posição no meio-campo. O técnico aguarda ainda a recuperação de Leandro Damião e William Pottker – ambos com problemas musculares – para definir a equipe titular.

– Temos um grupo qualificado, com ótimos jogadores. Quem entrar no lugar deles vai dar conta do recado. A gente conversa sobre tudo durante a semana para acertar e para que não aconteçam erros no próximo jogo. Vamos trabalhar durante a semana para fazer um bom jogo e sair com a vitória. É a gente entrar focado, como sempre vem entrando e manter o empenho para que a gente consiga fazer um bom jogo e sair com a vitória – despista Iago.

O Inter volta a treinar na manhã desta quarta-feira, no CT do Parque Gigante, e tem a semana livre para trabalhos. O Colorado volta a campo no próximo domingo, às 19h, quando recebe o Atlético-PR no Beira-Rio, pela 32ª rodada do Brasileirão, e tenta reduzir a distância de cinco pontos para o líder Palmeiras.

Fonte: Globoesporte.com


12 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções