Inter sofre com reviravoltas após abrir o placar e deixa escapar 12 pontos nos últimos jogos


O retrospecto recente aponta um problema capaz de afastar o Inter da liderança do Brasileirão. Por mais retrancados que os adversários estejam, a equipe de Odair Hellmann consegue romper as defesas rivais e sair na frente do marcador. Ao mesmo tempo, começa então o atual contratempo: encontra dificuldades justamente em manter as vantagens no placar.

A equipe de Odair Hellmann deixou escapar 12 pontos nas últimas sete partidas justamente ao sofrer reviravoltas em partidas em que abriu o placar. E nas cinco partidas que não venceu nesse período, esteve à frente no placar em todas, mas não segurou a vantagem. Entre desatenções, erros individuais, os problemas fazem o Colorado patinar e ver o líder Palmeiras abrir cinco pontos de distância.

As duas últimas partidas da equipe são exemplos disso, mesmo em meio à revolta colorada com decisões polêmicas da arbitragem. Contra o Vasco, na última sexta-feira, em São Januário, o Inter saiu na frente com Jonatan Alvez. E cedeu o empate já no final do segundo tempo, com um pênalti cometido por Víctor Cuesta em Kelvin, convertido por Maxi López e muito questionado pelos colorados.

No duelo anterior, diante do Santos, no Beira-Rio, a equipe saiu na frente com Leandro Damião e cedeu o 1 a 1 devido a um golaço de Gabriel. O camisa 9 colorado teve um gol anulado depois de muita polêmica e, ainda assim, o Colorado conseguiu nova vantagem ao marcar com Patrick.

Quando o triunfo parecia garantido, Fabiano anotou contra, após lambança, e permitiu o 2 a 2 ao Peixe.

Ainda antes, o Colorado já havia deixado um total de oito pontos escapar ao sofrer viradas para Chapecoense e Sport e ao ceder o empate para o Corinthians, em três confrontos fora de casa. Curiosamente, o Inter conquistou duas vitórias nos últimos sete jogos após sair atrás no placar e virar, contra Vitória (2 a 1) e São Paulo (3 a 1), no Beira-Rio.

Inter nos últimos sete jogos:

  • 2 vitórias

  • 3 empates

  • 2 derrotas

  • 11 gols feitos

  • 10 gols sofridos

  • 42,8% de aproveitamento

  • Gols feitos e sofridos em todos os jogos

– Nós tivemos erros individuais em alguns jogos. Temos que reconhecer que acontecem, que fazem parte. Acontecem detalhes dentro do jogo. O futebol está muito parelho. São detalhes, erros individuais, uma desconcentração. É achar uma coisa e não deixar acontecer. Sabemos como é. Cada um sabe da sua responsabilidade. É tentar minimizar uma coisa que, comparado ao começo do campeonato, aumentou um pouco – analisa D'Alessandro, ainda antes do empate contra o Vasco, na última sexta-feira.

Curiosamente, o retrospecto recente contradiz uma máxima tradicional do futebol gaúcho, de que um triunfo no Gre-Nal serve para "arrumar a casa". Em 9 de setembro, o Inter venceu o Grêmio, no Beira-Rio, por 1 a 0 e consolidou a liderança pela segunda rodada consecutiva. O triunfo sobre o maior rival fez a equipe chegar a 49 pontos e 68% de aproveitamento após 24 partidas.

De lá para cá, o Colorado entrou em campo sete vezes, com duas vitórias, três empates e duas derrotas. O aproveitamento de 42,8% – semelhante ao do Corinthians, atual 11º colocado – neste recorte. Assim, não só deixou a ponta da tabela escapar de suas mãos, como viu a distância para o líder Palmeiras chegar a cinco pontos. Atualmente, o Inter é terceiro com 58 pontos. O Verdão lider com 63, e o Flamengo é segundo com 59.

Na série negativa recente, o Inter ainda viu ruir a defesa, ponto forte ao longo do Brasileirão. O Colorado sofreu 10 gols e foi vazado em todas as sete partidas. Nas 24 rodadas anteriores, a equipe havia tomado apenas 13 gols.

– A gente conversa sobre tudo para acertar e que não aonteça no próximo jogo. Vamos trabalhar durante a semana. Para que no fim de semana, a gente procure fazer um bom jogo e sair com a vitória – projeta Iago.

O elenco colorado volta a treinar na manhã desta terça-feira. Odair Hellmann tem a semana livre de jogos para definir a formação do Inter. O Colorado volta a campo apenas no próximo domingo, às 19h, quando recebe o Atlético-PR no Beira-Rio, pela 32ª rodada do Brasileirão. A equipe ocupa a terceira colocação com 58 pontos e está a cinco do Palmeiras, líder com 63.

Fonte: Globoesporte.com


6 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções