Grêmio se preocupa e torce por recuperação de dupla artilheira a tempo de encarar o River Plate


Às vésperas do jogo mais importante do ano do Grêmio, o técnico Renato Gaúcho convive com uma realidade ingrata e preocupante: ainda não sabe se poderá contar com os atacantes Luan e Everton para a partida contra o River Plate, na próxima terça-feira, pela ida das semifinais da Libertadores, no Monumental de Núñez.

O peso de uma possível ausência dos atacantes é ressaltado nos números. Dos 98 gols gremistas na temporada, a dupla é responsável diretamente por quase 30% (28,5%), sem contar as assistências. Principal jogador na temporada, Everton balançou as redes 17 vezes, enquanto Luan, 11.

Velho problema

A preocupação com Luan estava exibida no semblante do médico Márcio Dornelles. No desembarque do grupo no Aeroporto Salgado Filho, nesta segunda-feira, o doutor evitou qualquer avaliação prévia ou opinião sobre o camisa 7.

– Luan, na verdade, foi a fascite plantar, voltou a sentir dor. Vamos fazer exame de imagem ainda hoje para avaliar melhor o tratamento – resumiu o médico.

Luan deixou a partida contra o Palmeiras no segundo tempo com dores no pé direito, com a chuteira na mão e semblante de aflição. Durante a entrevista coletiva ainda no Pacaembu, Renato já demonstrou certo pessimismo com a condição do camisa 7. Fora dos microfones, falou rapidamente com os jornalistas e disse que o jogador volta e meia atua com dores no pé, mas que dessa vez "abriu".

Cortado da Seleção

Por sua vez, Everton acusou problema no músculo posterior da coxa direita, uma rodada antes, no empate em 2 a 2 com o Bahia. No intervalo, enquanto rumava ao vestiário, comentou sobre a situação.

– Senti uma leve dor na posterior na hora da arrancada. Preferi sair para não agravar. Espero que não seja nada demais – afirmou.

Everton acabou cortado da Seleção justamente pelo problema. Desde a última semana, realiza tratamento médico intensivo no CT Luiz Carvalho. Conforme Márcio Dornelles, a recuperação está “dentro do previsto”.

Além dos atacantes, Renato ainda enfrenta outros problemas no departamento médico. Marcelo Grohe, Ramiro, Bruno Cortez e Léo Moura são outros que estão sob supervisão. Os laterais, no entanto, estão em fase mais adiantada de recuperação.

Para o próximo final de semana, é certo que Renato utilizará equipe completamente reserva para o confronto contra o América-MG, em Minas. O foco total é para o duelo diante do River Plate. O treinador irá esperar pelos atacantes até o último minuto para enfrentar os argentinos. Afinal, o Rei da América, assim como o Cebolinha, são quem fazem a diferença no Tricolor.

Fonte: Globoesporte.com


8 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções