Pinheiro Machado/RS: Filha e genro que mataram mãe irão cumprir 3 anos de internação


A Justiça da Comarca de Pinheiro Machado julgou na tarde de quarta-feira (08/08) os adolescentes M.E.B.R (12 anos) e J.M.P (16 anos), aplicando a ambos a medida socioeducativa de internação pelo período máximo previsto em lei (três anos), em razão de terem causado a morte de V.B.R, mãe de M.E.B.R., fato ocorrido no último dia 28 de junho, no interior da residência da vítima, em Pinheiro Machado.

De acordo com a sentença, da lavra do Juiz de Direito Marcelo Malizia Cabral, que atua na Comarca em regime de substituição, o ato infracional foi cometido porque a mãe de M.E.B.R desaprovada seu namoro com J.M.P, o que motivou que ambos combinassem e realizassem a morte da vítima com golpes de martelo.

Os adolescentes já se encontravam internados da Fundação de Atendimento Socioeducativo do RS, onde cumprirão as medias socioeducativas aplicadas.

RELEMBRE O CASO:

Uma adolescente de 12 anos e o namorado de 16 são suspeitos de terem matado a mãe da menina, de 37 anos, em Pinheiro Machado, na Região da Campanha do Rio Grande do Sul. Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu na tarde de quinta-feira (28), na casa onde a mulher morava.

Ao G1, o delegado Luis Eduardo Sandim Benites afirmou que a vítima não aceitava o relacionamento do casal.

"Houve uma briga entre a mãe e o namorado da filha. A mãe não concordava com o relacionamento. Mataram ela e enterraram no pátio de casa", disse o delegado.

O casal teria utilizado um martelo para cometer o crime. Segundo o delegado, o jovem acabou contando o que aconteceu para um familiar, que acionou a Brigada Militar e o Conselho Tutelar.

O corpo foi encontrado nos fundos da residência. Ambos confessaram o crime, segundo o delegado.


46 visualizações0 comentário