Rosário do Sul: Diretora é agredida dentro da Escola


A diretora de uma escola municipal foi agredida no interior do educandário na manhã da quarta-feira (28), em Rosário do Sul. A vítima, que havia passado por procedimento cirúrgico recentemente, ficou com hematomas e dores pelo corpo e precisou ser internada no Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora. O caso foi registrado como lesão corporal consumado e teve ampla repercussão nas redes sociais, com uma publicação da filha da vítima que clamou por justiça no caso.

A Brigada Militar foi acionada às 9h45 para comparecer na Escola Municipal Coronel Sabino de Araújo, bairro Adroaldo Rodrigues, local onde a diretora, de 46 anos, foi agredida.

Conforme o registro policial, a direção do educandário havia solicitado à mãe de um dos alunos que comparecesse à escola para tratar assuntos referentes ao estudante. A agressora, de 33 anos, teria chegado ao local já alterada e, na sala dos professores, cometeu a agressão com socos na cabeça, pontapés na barriga e braço direito da diretora, além de puxões de cabelo. Acompanhada do marido, a mãe do aluno ainda teria injuriado a vítima. O crime foi assistido por professores que estavam no local e socorreram a diretora que não reagiu ao ataque. Ela foi encaminhada para o hospital onde precisou ficar internada e receber medicamentos. Além das dores pelo corpo e cabeça, ela ficou com hematomas e vermelhidão nos pontos atingidos.

Filha faz pedido de justiça e pelo fim da violência

O caso repercutiu nas redes sociais, pois no mesmo dia, a filha da diretora manifestou-se no “Facebook”, destacando sua indignação pelas agressões contra sua mãe. No dia seguinte, a publicação já tinha quase mil visualizações e mais de 550 compartilhamentos. Além disso, centenas de comentários em solidariedade à vítima foram postados na mesma publicação.

Diretora do Coronel Sabino foi espancada dentro da escola e ficou ferida

A jovem ressaltou que a postagem tinha o objetivo de fazer um alerta sobre os casos de violência em ambiente escolar, a fim de que não aconteçam fatos semelhantes. “Não basta alunos batendo em professores, agora “pais” também, onde está a Justiça?”, diz a publicação. A jovem lembra que sua mãe está na função de diretora há 16 anos e que começou as atividades como educadora no interior de Rosário. “Tenho certeza que muitos alunos vão manifestar aqui sua indignação, pois ela sempre lecionou com muito amor e dedicação. Aquela escola é tudo para ela, ela ama o que faz. (…) até quando vão defender os filhos e as mentiras deles?”, questionou ela.

“Apanhou quieta e por zelo a sua profissão não quis revidar, e se essa mulher (a agressora) tivesse um canivete no bolso ou uma faca? Seria mais uma vítima? Mais uma família destruída?” – e concluiu: “Ajudem a compartilhar, pois não queremos isso para nossos professores, isso não pode continuar”, declarou.

A postagem mostra fotos da vítima e dos hematomas produzidos durante o espancamento. A vítima passou por autoexame de corpo de delito (AECD) e prestou depoimento na manhã desta quinta-feira (29), na Delegacia de Polícia. O caso deve der encaminhado posteriormente para o Poder Judiciário.

Fonte: Julio Lemos/Gazeta de Rosário do Sul


68 visualizações0 comentário