Bagé: Operação Cárcere é realizada em ofensiva contra o tráfico de drogas


A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), juntamente com o Pelotão de Operações Especiais (POE) da Brigada Militar de Bagé, deflagrou a Operação Cárcere, que visou cumprir 40 ordens judiciais. Foram 35 mandados de busca e apreensão em Bagé, um em Estrela, bloqueio de contas bancárias e quebras de sigilo telefônico. Participaram da ação 80 policiais civis e militares, além de agentes da Susepe.

O grupo criminoso ligado ao tráfico de drogas começou a ser investigado em novembro do ano passado e tinha como líderes detentos do Presídio Regional de Bagé. Durante a investigação, foi descoberta uma complexa rede de distribuição de droga para dezenas de pontos de venda. Ainda no período de investigações, duas mulheres – companheiras dos líderes – foram presas por tráfico de drogas. Em janeiro, com a prisão de uma delas, uma grande quantidade de droga foi apreendida.

Conforme o delegado Cristiano Ritta, com a ação de hoje se encerra a última fase da Operação Cárcere. O esperado, de acordo com Ritta, é desarticular o grupo criminoso que tinha uma das maiores redes de distribuição de drogas da cidade e movimentava cerca de R$ 100 mil por mês com as operações do tráfico.

Durante as buscas na manhã de hoje, nove pessoas foram presas em flagrante. Os policiais apreenderam armas de fogo – um revólver calibre 38 com numeração raspada, uma pistola de calibre restrito, uma espingarda garrucha, além de diversas munições, inclusive de calibre exclusivo das forças armadas. A droga apreendida hoje – maconha, crack, cocaína e lança perfume – está avaliada em R$ 40 mil. Na cela dos apenados que comandavam o grupo criminoso, os agentes da Susepe encontraram grande quantidade de droga, além de oito telefones celulares, carregadores e facas artesanais.

Texto e fotos: Portal Qwerty de Notícias


36 visualizações0 comentário