Alegrete: Mulher nega sexo ao marido e é agredida com filha especial no colo


Vítima de 25 anos estava com a filha, que é portadora de necessidades especiais, no colo, quando foi agredida pelo companheiro de 24 anos. Ela teve que se refugiar na casa de um vizinho até a Brigada Militar chegar no endereço.

O casal morava no bairro Ibirapuitã. Toda vez que ele chegava bêbado em casa e queria manter relações sexuais e a mulher se negava, era agredida.

Na última semana, não foi diferente. Vulgo Caturra chegou por volta das 22h na residência do casal. Ele estava embriagado e tentou abusar da ex-companheira. A mulher foi agredida verbalmente e também foi empurrada. Ela estava saindo de casa com a filha no colo quando novamente, pelas costas, foi empurrada.

Ela disse aos policiais que já havia feito registro e solicitado medidas protetivas, mas que retirou o pedido no ano de 2017.

Quando a guarnição chegou no local o homem estava muito alterado, ameaçou e desacatou os policiais. Foi necessário o uso da força para contê-lo e encaminha-lo à DP.

Em contato com a autoridade policial de Uruguaiana ela determinou registro simples. A vítima solicitou novamente medidas protetivas e o pedido de representar criminalmente contra Caturra.


114 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções