Bagé: Homem confessa crime e diz ter atirado quando tradicionalista atado tentou reagir


Rafael da Costa Pinheiro, 20 anos, assumiu a autoria do crime que vitimou o contador e tradicionalista, Gilberto Bittencourt Silveira, na noite de ontem. Ao contrário do que o indiciado teria falado anteriormente, que o crime teria sido cometido com uma marreta. Em depoimento, acompanhado de seu advogado, ele afirmou que foi com um tiro. Fato que foi confirmado pela perícia. Aos policiais, Pinheiro disse que faz duas semanas que estaria em Bagé. Que teria vindo para a Rainha da Fronteira "tentar a sorte". Então, ontem, foi até o kartódromo, deixou seu veículo e saiu a pé pela cidade, na tentativa de roubar algum carro. Diante disso, o acusado teria encontrado a vítima com a porta do veículo entreaberta. Rendeu ele, portando um revólver calibre 38 e atou as mãos para trás com um lacre. Porém, na chegada ao kartódromo a vítima teria tentado reagir e acabou sendo baleado.

Fonte: Jornal Folha do Sul

Foto: Anderson Ribeiro/ Folha do Sul


184 visualizações0 comentário