Gravataí: Polícia investiga morte de adolescente encontrado ao lado de primo desacordado


Um adolescente de 16 anos foi encontrado morto na noite de segunda-feira (22) no apartamento onde vivia com a família em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O primo do jovem, de 24 anos, foi encontrado ao lado dele, desacordado. Foram localizadas caixas de medicamentos como morfina no local.

A investigação conduzida pela 2ª Delegacia de Gravataí aponta que o consumo dos medicamentos pode estar por trás da morte. O estudante Carlos Eduardo Nunes da Rocha vivia com o tio e trabalhava na farmácia da família, que fica no mesmo prédio. Ele foi achado já sem vida por uma prima.

"Eu ainda estou em estado de choque, porque na verdade ainda não acredito que meu sobrinho morreu", disse a artesã Vera Marilda Nunes da Silva, tia do jovem.

O primo estava inconsciente ao lado do corpo do adolescente. A polícia suspeita que o consumo das substâncias possa ter provocado a tragédia.

A família acredita que os dois não consumiam os medicamentos com frequência, mas por trabalharem na famácia, tiveram acesso às substâncias, que no caso da morfina, pode provocar a morte se usada de forma indevida.

No entanto, apenas a perícia deve demonstrar o que realmente provocou a morte do adolescente. O primo foi internado no Hospital Dom João Becker, em Gravataí.

"Se tu quer que eu dê um conselho para qualquer jovem, eu posso dizer que se mantenha afastado de qualquer remédio [...] que possa levar a morte e que possa deixar a família com um trauma tão grande", afirma a artesã Vera Marilda Nunes da Silva, tia das vítimas.

Fonte: G1/RS


12 visualizações0 comentário