Acusados da morte de policial vão a júri popular em Livramento


Dia 12/12 ás 09:20hs da manhã, acontecerá o julgamento da morte do Soldado Rogério Correa Alves, ( ocorrerá através de júri popular no fórum de Santana do Livramento, cidade em que ocorreu o crime).

O caso ocorrido em 2014 ainda está marcado no peito dos familiares, que sofrem com a grande perda, de um Policial, filho, irmão, amigo e pai de família, Rogério Correa Alves, 29 anos, foi assassinado com três disparos da própria arma no dia 09 de fevereiro de 2014.

O soldado era preparador de cavalos, chamado de cavalariça das baias. Foi cedo trabalhar apenas para dar remédio a um animal que tinha ficado doente. Voltava para casa, de moto e sem farda, com roupa de civil quando passou em frente a um grupo de cinco pessoas que jogaram um capacete para tentar acertá-lo.

O grupo tinha saído de uma festa de funk no Clube dos Cabos e Soldados e, de acordo com a Polícia Civil, já tinha se envolvido em outra briga dentro do baile. E estaria parando e incomodando qualquer veículo que passasse por ali. O policial parou, pegou o celular e chamou reforço da Brigada Militar depois de ser acertado com o capacete. Sem esperar os colegas, foi até o grupo:

Ele foi agredido covardemente por cinco pessoas. Até que uma delas conseguiu pegar a arma do policial e disparar - afirma a delegada Giovana Muller. Alves acabou morto no local. Todos foram indiciados por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

A família do soldado clama por justiça.

Fonte: O mundo em que vivemos

Texto: Dady Pampim


350 visualizações0 comentário