Após discussão, pai atira contra filho em Rosário do Sul


Uma discussão familiar terminou com um rapaz de 26 anos atingido por um disparo de arma de fogo na tarde desta segunda-feira (6), na zona norte de Rosário do Sul. O autor do disparo teria sido o pai do rapaz. O jovem foi atingido na perna e não corre risco de morte.

Às 17h30, a Polícia Civil recebeu a informação de que um jovem havia dado entrada no Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora (HCNSA), com um ferimento produzido por arma de fogo. No local, os agentes foram informados que o disparo teria ocorrido após uma discussão entre pai e filho, na casa onde os mesmos residem, na rua Conde de Porto Alegre, bairro Parque Ibicuí.

Conforme o relato da companheira da vítima, o casal estava na residência, onde moram com os pais dele, quando pai e filho iniciaram uma discussão. Em dado momento, o pai, de 58 anos, teria pegado uma arma de fogo longa, tipo espingarda, e atirado contra o filho a uma distância de aproximadamente 10 metros. O disparo atingiu a vítima na perna direita.

O jovem foi socorrido e encaminhado ao HCNSA, sangrando muito. Até a manhã dessa terça-feira (7) ele seguia internado e não deu maiores detalhes sobre o fato. O autor do disparo fugiu. A arma do crime não foi localizada. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia como tentativa de homicídio doloso – aquele em que há intenção de matar ou em que se assume o risco de fazê-lo. A Polícia Civil investiga o crime.

Foi o terceiro caso de tentativa de homicídio em Rosário do Sul em apenas uma semana. Na terça-feira passada, dia 31 de outubro, um homem de 58 anos atingiu o irmão mais novo, de 54, com golpes de faca no bairro Artidor Ortiz. A vítima levou seis facadas, ficando com cortes nos dois braços. Ele passou por cirurgia e já foi liberado do HCNSA. O autor foi encaminhado ao Presídio Estadual de Rosário do Sul.

Já na madrugada de domingo (5), um jovem de 22 anos foi espancado com uso de pedras e tijolos por um grupo de pelo menos cinco pessoas. A vítima teve afundamento craniano, além de diversas outras fraturas, e está em coma, internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Uruguaiana. Os autores, três menores – um de 17 e dois de 15 anos –, bem como dois maiores, ambos de 18 anos, confessaram o crime. Eles foram detidos pela Brigada Militar, mas liberados após o registro da tentativa de homicídio. A Polícia Civil formula inquérito sobre o caso.

Fonte: Gazeta de Rosário

FOTO ILUSTRATIVA


51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo