Já chegam a quatro o número de mercados interditados em Livramento


Nesta quarta e quinta-feira, 04 e 05, nove estabelecimentos foram fiscalizados e quatro deles acabaram interditados durante operação da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar em Santana do Livramento. Duas pessoas foram presas. No total, foram inutilizadas nove toneladas de alimentos impróprios ao consumo.

Foram fiscalizados pelos agentes da FT Segurança Alimentar dois Supermercados Righi, o Supermercado 3OO, o Supermercado Sensação, o Supermercado Niederauer, o Supermercado Big, o supermercado Nicolini, o Mercado do Pequeno e o Açougue Los Amigos.

Nos locais, foram encontrados alimentos com prazo de validade vencido, armazenados de forma irregular, carnes e embutidos fora da temperatura adequada, muitos locais com dejetos de animais, embalagens roídas e podres e até venenos para ratos em gôndolas. Também foram registrados diversos problemas de infraestrutura e falta de higienização, além de falta de PPCI em alguns estabelecimentos.

Participaram da operação os coordenadores do Grupo de Atuação especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO – Segurança Alimentar) Mauro Rockembach e Alcindo Luz Bastos da Silva Filho e o promotor de Justiça de Santana do Livramento José Eduardo Gonçalves,o promotor de Justiça Francisco Saldanha Lauenstein, além de representantes do Seapi, Vigilância Sanitária Estadual, Vigilância Sanitária Municipal de Santana do Livramento, Secretaria Estadual de Agricultura e Corpo de Bombeiros do município.

Empresários se manisfestaram sobre a fiscalização

Em entrevista ao Sentinela, o proprietário do Açougue Los Amigos, José Alessandro Ortiz, seu açougue foi apenas fiscalizado, "trabalho que deve ser feito com certeza. Ficamos felizes por estar em dia com nossos clientes".

Adilson Pequeno, proprietário do Mercado do Pequeno, que foi fiscalizado afirmou que seu mercado nunca foi interditado ou ele mesmo preso, como havia sido informado. "Os fiscais de Livramento sempre me cobraram alguns itens, e sempre estive ok. Agora vem os fiscais de fora e cobram coisas que nunca foram cobradas pelos de Livramento. Nunca tive meu estabelecimento inteditado, e disso nos orgulhamos para poder mantermos um nome de credibilidade na Fronteira", afirmou.

Confira algumas fotos da operação:

Fonte: Ministério Publico do Estado do Rio Grande do Sul / MP


578 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções