Jovem com doença rara que provoca perda de peso busca R$ 300 mil para tratamento com células-tronco


Em tratamento contra uma doença rara há 12 anos, um jovem de Caxias do Sul, na serra gaúcha, resolveu recorrer à internet. Ele precisa de dinheiro para pagar um procedimento de saúde com células-tronco. O transplante não é coberto pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Bruno Caldart tem 26 anos de idade e é estudante de jornalismo. Ainda adolescente, ele descobriu que tinha a doença de Crohn, que provoca inflamação no intestino. Entre as consequências estão perda de peso e anemia. Hoje, Bruno pesa 47 quilos.

"Aos 12 anos, na verdade, eu sentia muitas dores abdominais. A doença foi descoberta com 14 anos quando, além das dores, eu comecei a perder peso", lembra.

O estudante já passou por várias cirurgias, inclusive para retirar parte do intestino. Foram meses de internação e muitas tentativas de tratamento.

"Estabiliza um pouquinho, e começa tudo de novo", diz a mãe Maria Joana Caldart.

No entanto, alguns medicamentos já não fazem mais efeito. A alternativa dos médicos é um tratamento novo, feito com células-tronco. Porém, o SUS não cobre o procedimento, que custa cerca de R$ 300 mil.

A família não tem esse dinheiro e por isso resolveu pedir ajuda. A alternativa foi montar uma vaquinha pela internet.

Desde que criou a página, ele arrecadou quase R$ 15 mil, mas que é menos de 5% do valor. Ainda falta muito e há urgência em fazer o tratamento.

"A gente pede que ajude com R$ 1, R$ 2. Já é uma ajuda", apela a mãe. "Não é uma coisa simples, a gente sabe", completa.

O tratamento com células tronco é feito por médicos no interior de São Paulo. Bruno já esteve lá na capital paulista neste ano, e passou por vários exames para se preparar para o procedimento.

"Espero fazer o quanto antes. Espero conseguir esse dinheiro", diz Bruno.

Fonte: G1/RS


0 visualização

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções