Em Erechim Mãe e filha são mortas a tiros, outra filha do casal está desaparecida


Duas mulheres, mãe e filha, foram mortas a tiros dentro de uma casa em Erechim, no Norte do Rio Grande do Sul. Os corpos foram localizados na noite de domingo (24) após vizinhos ouviram disparos vindos da residência. Uma criança está desaparecida.

As vítimas foram identificadas como Fabíola Tluszc, de 26 anos, e Geneci Tluszc, de 49 anos. Segundo a Brigada Militar, a mulher mais nova foi encontrada sem vida dentro de casa. Já a mãe dela chegou a ser encaminhada para o Hospital Santa Terezinha, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Conforme a delegada Raquel Kolberg, responsável pela investigação, o principal suspeito do crime é o ex-companheiro da mulher mais nova, que não foi localizado. A filha deles, de 6 anos, morava junto com a mãe e ainda não foi localizada.

Na sexta-feira (22), Fabíola tinha obtido na Justiça medida protetiva contra o ex-companheiro. Conforme o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), foi concedida proibição de aproximação do homem, que ainda não poderia fazer contato com a mulher de nenhuma forma. A medida protetiva tinha validade de 120 dias.

Segundo o pai de Fabíola e ex-companheiro de Geneci, Marival Roberto da Silva, dias antes do crime o homem já tinha ameaçado a filha. "Na verdade esses dias ele já veio aqui armado de faca, daí ameaçou. Não era novidade nenhuma [as ameaças]. É lamentável." Os dois chegaram a conversar e o ex-genro disse que "estava com a cabeça quente", contou Silva.

Fonte: G1/RS


33 visualizações0 comentário

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções