Em Bagé, homossexual sofre discriminação em interior de instituição bancária


Na tarde de sexta-feira, um homossexual de 55 anos foi vítima de um ato de discriminação, preconceito e racismo, no interior de uma instituição bancária, no centro de Bagé. A vítima contou, no registro da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), que estava aguardando atendimento, quando um homem branco, alto, aparentando ter 35 anos, calvo e vestido com calça jeans e uma camisa social, disse que "a novela está dando liberdade para os transexuais".

Ofendida, a vítima falou para ele que era melhor ser assumidamente homossexual do que não falar, momento em que o acusado teria dito que pessoas idosas, negras e gays deveriam ser exterminadas, como teria ocorrido na 2ª Guerra Mundial (genocídio de judeus, homossexuais e negros no sistema nazista).

A vítima também ressaltou que chamou os seguranças, que informaram que nada poderiam fazer, e que pediu para chamar a polícia, no que também não foi atendido. Ele pede ação da Polícia Civil e deseja representar criminalmente contra o autor das ofensas.

Fonte: Jornal Minuano


0 visualização

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções