Governo Federal garante que até dezembro, software que irá controlar a cota de compra nos Free Shops


Até dezembro o software – programa de computador para armazenamento de dados – necessário à abertura dos free shops nos municípios de fronteira do lado brasileiro estará pronto para ser instalado nos estabelecimentos que estiveram aptos a funcionar. A garantia foi dada esta manhã (10/8) pelo Ministro Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha, ao presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Instalação de Free-Shops em Cidades Gêmeas de Fronteira, deputado estadual Frederico Antunes e ao secretário de Desenvolvimento Econômico de Uruguaiana Aerton Auzani . A confirmação ocorreu durante audiência realizada no Palácio do Planalto que contou com a chancela do secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

Durante o encontro, Frederico Antunes foi informado que até O final deste mês se inicia a elaboração do programa, item fundamental para o funcionamento das lojas do lado brasileiro. "Trata-se de uma notícia alvissareira porque os empresários interessados têm, agora, uma garantia oficial de que a partir de dezembro poderão iniciar as suas atividades. Depois de uma longa espera, finalmente podemos contar com esta garantia", afirmou Frederico Antunes.

Durante o mês de novembro deverá ser realizado o conjunto de testes necessários à implantação do programa de computador. O desenvolvimento, teste e instalação estarão a cargo do Serviço Federal de Processamento de Dados (Sepro), órgão federal encarregado do desenvolvimento das ações ligadas à tecnologia do Governo Federal.

Frederico Antunes reiterou a importância da abertura das lojas de free shop junto às cidades gêmeas de fronteira por representarem uma valiosa possibilidade de aquecimento da economia destas comunidades, gerando emprego, renda, tributos e desenvolvimento. "Antes mesmo da crise que provocou o desaquecimento da nossa economia tratava-se de uma iniciativa de grande relevância social. Atualmente, diante de um quadro de lenta retomada de desenvolvimento que o país atravessa, a confirmação por parte do ministro Eliseu Padilha representa um novo horizonte para milhões de brasileiros residentes na zona de fronteira", concluiu o parlamentar.

Fonte: ACIL


26 visualizações0 comentário