Homem morre dentro da cela da Delegacia de Santa Maria


A Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) vai instaurar um inquérito policial para investigar as circunstâncias da morte de Fabio Luis da Silva, 39 anos, ocorrida dentro de uma cela da Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) na madrugada deste domingo em Santa Maria.

Na esfera administrativa, será aberta uma sindicância para verificar os procedimentos adotados pelos policiais que estavam de plantão. A Polícia Civil trata o caso como suicídio, versão contestada pela família de Silva.

Segundo a Polícia Civil, passava um pouco das 4h, quando os policiais teriam percebido que Silva estava morto na cela, que fica nos fundos da DPPA. A delegacia não disponibilizou o registro da morte à imprensa, nem quis falar sobre o fato. O delegado titular da DPPA, Jun Sukekava, disse, neste domingo, que a ocorrência não seria divulgada por se tratar de suicídio.

A medida é praxe em mortes deste tipo. De acordo com a família, a informação que os parentes tiveram dos policiais civis que estavam de plantão na madrugada foi que Silva teria se enforcado com um cinto. A família diz que ele não usava cinto e sim um cordão no lugar.

Ainda conforme os familiares, os policiais disseram que ao levar Silva para a cela retiraram os cadarços dos tênis que ele usava, mas que quando a família foi chamada na delegacia, os calçados estavam com os cadarços atados. Outra informação extraoficial indica que ele teria usado o cordão do capuz de um casaco que usava.

Fonte: Diário de Santa Maria

Foto: Reprodução


32 visualizações0 comentário