Morre aos 66 anos o cantor Luiz Melodia


O cantor, compositor e músico carioca Luiz Carlos dos Santos, o Luiz Melodia, morreu, na manhã desta sexta-feira (4), no Rio de Janeiro. Aos 66 anos, o cantor lutava contra um câncer que atacou a medula óssea. Ele morreu durante esta madrugada, por volta das 5h.

A informação foi confirmada ao colunista Mauro Ferreira, do G1, por Renato Piau, guitarrista que tocou com Melodia, após ligação para a família do artista. Melodia chegou a fazer um transplante de medula óssea e resistiu ao procedimento, mas não vinha respondendo bem à quimioterapia.

O compositor foi internado no dia 28 de março no Hospital Quinta D’Or, na Zona Norte, para fazer sessões de quimioterapia no combate a um mieloma múltiplo (tipo de câncer de sangue), diagnosticado meses antes.

Segundo boletim médico divulgado na época pela produção do músico, com o início da quimioterapia, houve uma baixa glicêmica e acidez sanguínea. Por isso, o cantor permaneceu internado no CTI. O câncer voltou e o estado de saúde de Melodia se agravou bastante nesta quinta-feira (3).

“Muito triste acordar com uma notícia dessa. Essa semana morreram grandes. Morreu Guaraci do Violão, da Velha Guarda do Império. O Brasil do jeito que está, ainda perder um Luiz Melodia, é uma coisa muito ruim”, lamentou o amigo Zeca Pagodinho.

Após a notícia da morte do cantor, a diretoria da escola de samba Estácio de Sá decidiu se reunir, ainda na manhã desta sexta-feira, para decidir como será a agenda na quadra da escola ao longo do dia. De acordo com a assessoria de imprensa da escola, o velório do cantor será realizado na quadra da agremiação.

Luiz Melodia nasceu no Morro do São Carlos, no Estácio, Região Central do Rio. Sua ligação afetiva com o berço foi eternizada por ele em uma de suas mais célebres canções, “Estácio, Holly Estácio”, na qual determinava que “se alguém quer matar-me de amor, que me mate no Estácio”.

O músico nasceu em 7 de janeiro de 1951 no Morro do Estácio, no Rio de Janeiro. Filho único, começou sua caminhada na música após ver seu pai tocando em casa. O menino Luiz Carlos dos Santos cresceu jogando bola na favela e dançando nas rodas com os músicos da escola de samba Estácio de Sá.

As irmãs dele gostavam quando chamavam o garoto de Melodia. Era o apelido do pai, Oswaldo, estivador e compositor. A família sonhava em ver o único filho homem formado numa faculdade. Mas a paixão pela música começou cedo, em casa.

"A primeira influência que eu tive foi do meu pai, meu pai era um boêmio da época. E já compunha, já tocava. Os primeiros acordes aprendi com o meu pai. Quer dizer, a referência musical veio mesmo do Seu Oswaldo, Oswaldo Melodia", disse o cantor e compositor em entrevista ao Bom Dia Rio.

Fonte: G1


0 visualização

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções