EC 14 de Julho, um Leão da Fronteira cheio de histórias


O 14 de Julho foi criado no dia 14 de julho de 1902, em uma região fronteiriça entre as cidades Brasileira de Santana do Livramento e Uruguaia de Rivera onde atualmente encontra-se o Parque Internacional.

O futebol havia chegado primeiro na cidade uruguaia e, por isso, os idealizadores do 14 de julho resolveram montar uma equipe para enfrentar os times de Rivera.

Foram fundadores do clube: Pedro Lay, Coriolano Cabeda, Licurgo Cruxen, Armelino Garagorry, Henrique Carvalho, João Caffone, José Ramos, Roberto Calero, Argemiro Zimerman, Julio Sillia e os irmãos Ávila. Seu primeiro presidente foi Felizardo Ávila.

Em 1909, o 14 de Julho participou de um torneio em Rivera, juntamente com com quatro equipes do Uruguai, sagrando-se campeão da competição, sendo assim a primeira equipe brasileira a ganhar um torneio internacional.

Em março de 1914, surgiu o apelido de "Leão da Fronteira", quando os jogadores do 14 de Julho demonstraram uma raça impressionante em um empate em partida amistosa com o Peñarol do Uruguai. Após a partida, os jogadores do Peñarol enalteceram o empenho da equipe santanense, afirmando repetidas vezes que haviam "jogado contra uma equipe de leões desta fronteira".

O 14 de julho foi um dos fundadores da Federação Rio Grandense de Desportos (FRGD) em 1918. No ano seguinte, também participou da criação da Liga de Foot-Ball Livramentense. Ainda em 1919, o clube esteve em Porto Alegre para a realização de amistosos, os quais ocorreram em datas próximas ao único jogo do Campeonato Gaúcho, entre Grêmio e Brasil de Pelotas. Em razão disto, muitas pessoas confundem-se, achando que o 14 de Julho teria participado do primeiro Campeonato Gaúcho da história.

No ano de 1999, após participar do Campeonato Gaúcho da Terceira Divisão, o 14 de Julho fechou seu departamento de futebol profissional, mantendo apenas as categorias de base. Em 2005, o time profissional voltou a disputar competições oficiais.

Em 2011 o 14 de Julho teve uma ótima temporada onde acabou em 8º entre os 28 clubes que participaram na Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão e em 5° entre os 22 clubes que participaram da Copa FGF.

Em 2012 o 14 de Julho não repetiu o bom desempenho da temporada passada, após péssima campanha no Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão onde o acabou em 16º entre os 20 clubes que participaram, isso acarretou sua queda para o Campeonato Gaúcho da Terceira Divisão de 2013. Já seu desempenho na Copa FGF foi muito boa acabando em terceiro lugar.

CURIOSIDADES

  • É o terceiro clube de futebol mais antigo em atividade do Brasil, atrás apenas de SC Rio Grande e AA Ponte Preta, ambos fundados em 1900.

  • É o primeiro clube rubro-negro do Brasil, utilizando o uniforme com listras horizontais em vermelho e preto desde a sua fundação, em 1902.

  • O nome do estádio do 14 de Julho vem do patrono do clube, João Coelho Martins. Nascido em 25 de agosto de 1894 em Santana do Livramento, foi ex-atleta do clube, tenente da Brigada Militar e dirigente nos primeiros anos do 14 de Julho. Acabou sendo morto durante um conflito da Revolução Constitucionalista de 1932.

  • Cipriano Nunes da Silveira "Castelhano" jogou catorze anos no 14 de Julho, transferindo-se para o Santos FC em 1920. Juntamente com o goleiro Júlio Kuntz Filho do Flamengo e Ismael Alvariza do Brasil de Pelotas foi o primeiro jogador gaúcho a ser convocado pela Seleção Brasileira. Retornou à Santana do Livramento nos anos 30, quando tornou-se presidente do 14 de Julho.

  • É filiado à Federação Gaúcha de Futebol desde o ano de 1919, sendo um dos fundadores desta entidade.

  • Primeiro clube brasileiro a vencer um jogo internacional, em 1906 contra Rivera FC do Uruguai.

  • Primeiro clube brasileiro a vencer um torneio internacional, a Copa La France em 1909.

  • Seu Estádio João Martins possui pavilhão social, piscina térmica e gramado totalmente remodelado que serviu, inclusive, durante 30 dias para a preparação da Seleção Brasileira de Futebol que disputou a Copa América de 1995 no Uruguai.

ÍDOLOS

  • Serapio Castilho (Píty)

  • Carlos Castilho (Geada)

  • Carlito

  • Neri Silva (Tourinho)

  • Clenir (Macaco)

  • Setembrino Pinto (Bino)

  • Cipriano Nunes da Silveira (Castelhano)

  • Waldemar Silva (Pantera)

  • Setembrino Wail Guedes (Wail)

  • Helinho

  • Marcos Rodrigues (Passarinho)

  • Nei Savi

  • Jorge Cunha (Boca de Leão)

  • Canário

  • Carlos Alberto (Bolão)

  • Paulo Roberto (Pelego)

  • Saul Xavier ( Narizinho)

  • Alexandre Carvalho (Tiongo)

  • Chiquinho

  • Dilermando

  • Jairo

  • Ubaldino

  • Donga

  • Ricardão

  • Paulo Osório

  • Enzo

  • Tulio

  • Leonel

  • Remedi

  • Angelo Asconavieta

  • Luis Carlos (Motorzinho)

  • Ivo Winck

  • Dirnei Vieira

  • Diogo

  • Venusino Moraes

  • Breno

  • Gitinha

  • Felipe Torres

  • Trinidad

FONTE: Wikipédia

FOTOS: Relíquiasdofutebol e acervo do futebol


58 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções