Policiais Federais realizam treinamento tático no antigo Frigorifico Swift Armour


Nesta semana, os agentes do GPI, Grupo de Pronta Intervenção da Policia Federal, vieram a Santana do Livramento passar instruções e qualificar ainda mais os agentes da Delegacia da Delegacia local. Com instruções de táticas durante cumprimento de mandados, os agentes do GPI demonstraram e após avaliaram cada ação dos federais.

Nesta ação, mais uma vez, o local escolhido foi o antigo frigorifico Swift Armour que tem sido sede para que as forças policias se aperfeiçoem no combate ao crime. Brigadianos, Policiais Civil e militares do Exército Brasileiro.

Os Grupos de Pronta Intervenção (GPI) foram criados em 2009 com o objetivo de dar a primeira resposta, nos estados, a situações de alto risco. Como o COT fica sediado em Brasília, o acionamento para situações de alto risco nos estados se torna demorada, dessa forma, os GPIs assumem essa responsabilidade nos estados, não dispensando a atuação e nem as atribuições do COT . Para ingressar no GPI é preciso ser voluntário e passar por testes físicos, psicológicos e ser aprovado no Curso de Técnicas de Intervenção (Ministrado pelo COT).

O curso abrange disciplinas como Patrulha Urbana e Rural, retomada de edificações, Combate corpo a corpo, Armamento e Tiro, Operações menos Letais, Gerenciamento de Crises, Pronto Socorrismo, dentre outras. A doutrina adotada pelos GPIs é a mesma utilizada pelo COT, sendo que os integrantes dos Grupos de Pronta Intervenção passam por cursos de atualização doutrinária frequentes, a fim de padronizar eventuais mudanças de doutrina que o Comando de Operações Táticas possa ter adotado. A atuação dos GPIs não se restringe ao seu estado, podendo atuar em qualquer parte do Brasil em conjunto com o COT e GPIs de outros estados.


77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções