Filho de vítima hospitalizada na UTI, fala sobre atropelamento na madrugada


Na manhã deste domingo (26), o Sentinela conversou com familiares de Gilmar Nunes Thomaz, que foi atropelado junto com seu filho que ao dar a entrevista ainda sentia as dores da pancada que levou após ser atingido por um Peugeot vermelho na madrugada.

Segundo o filho de Gilmar, ele e o pai estavam caminhando na calçada da rua Brigadeiro Canabarro, quando foram atingidos pelo automóvel dirigido pelo motorista identificado pelas iniciais C. M. D. A.. "quando vimos ele dobrar parecia que estava indeciso, pois estava fechado para qualquer fuga da barreira pela Daltro Filho, mas não imaginávamos que ele iria na contramão e sim fazer o retorno na Av. João Goulart. quando nós percebemos o carro estava em cima, só lembro dos faróis em cima de nós e dele ter me jogado contra as grades. Cai e levantei, olhei para o lado e procurei meu pai, que estava há uns 10 metros a frente", explicou a vítima que afirmou que o condutor fugiu após acertar os dois com o automóvel.

Questionado sobre o estado de Gilmar, ele informou, "meu pai fez uma série de exames e foi levado para a UTI da Santa Casa, pois a batida na cabeça foi forte e ele está com traumatismo craniano, estou sem mais palavras", desabafou.

Mais cedo divulgamos através da assessoria da BM, a ocorrência que resultou nestes dois feridos.

"Neste domingo, dia 26 de março às 03hs11, a Brigada Militar atendeu a uma ocorrência envolvendo um veículo e resultando em duas pessoas feridas. Na oportunidade, a guarnição estava prestando apoio aos agentes de trânsito da Prefeitura Municipal na Operação Balada Segura, que estava sendo realizada na Av. João Goulart, quando avistaram um veículo Peugeot de cor vermelha, que estava se deslocando pela referida via sentido centro/bairro, que ao avistar a Blitz efetuou uma conversão a esquerda e entrou na contramão da rua Brigadeiro Canabarro, vindo logo em seguida atropelar duas pessoas, subindo a calçada atingindo a grade de uma salão de beleza e danificando-a, em ato continuo fugiu do local sem prestar socorro às vítimas, sendo acompanhado pela guarnição que abordou na rua Rivadávia Correa esquina com a rua Manduca Rodrigues, sendo identificado o condutor de iniciais C. M. D. A que apresentava visíveis sinais de embriaguez alcoólica, sendo convidado a realizar o teste do etilômetro, tendo como resultado o equivalente a 0,20 mg de álcool por litro de ar expelido. As vítimas foram socorridas pela SAMU e encaminhadas até o PAM, onde ficaram em observação. Uma das vítimas estava com suspeita de traumatismo craniano e o outro restou com lesões leves, escoriações. O veículo foi recolhido administrativamente por não ter apresentado condutor habilitado e foi notificado. O condutor foi apresentado na DPPA para registro de por lesão corporal culposa, Art 303 do CTB. Foi confeccionado BA BM e BOT s/nº."

Na imagem, o momento que o homem é detido pela Brigada Militar e os Agentes de Trânsito na rua Rivadávia Correa, após fugir da barreira, atropelar pai e filho e seguir fuga pelo Centro de Livramento.


4,601 visualizações

© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções