© Copyright 2019 Sentinela 24h. Desenvolvido por Gath Soluções

  • Simão

Fogos de Artifício


Aumigos, tudo bem? Esse vai ser meu primeiro post, espero que gostem, gastei minha criatividade canina pra escrever... auau. Minha história de hoje é um pouco polêmica, pois agrada a uns e a outros não. Depois de muito pesquisar, descobri que o nome da coisa era: fogos de artificio. Nome esquisito né??! Quando eu morava sozinho, nas ruas, eu não entendia porque aquilo acontecia, sempre, todo os anos, aquela barulheira horrível, aquelas luzes esquisitas no céu, procurava onde me esconder, com medo. Depois quando eu fui adotado, eu descobri que os fogos de artifício eram pra comemorar o Natal e o Ano Novo, gente pra que isso? O ser humano é esquisito né, tudo é um bom motivo pra comer e beber auauauau No meu primeiro ano em casa eu ainda sentia muito medo, depois de tudo que eu passei sozinho não é fácil esquecer. Como eu soube que já era Natal? Do nada surgiu aquela árvore cheia de bolinhas e luzes, credo que horror, não consegui nem marcar território, mamãe me chamou atenção auauau depois vieram mais luzes pela cidade, eu olhava pra todas elas quando saia passear por ai. Logo eu pensei, que maravilha, comida gostosa!!! Então a Mamãe disse: "Será que o Simão merece presente de Natal?" E eu gritei, enlouquecido: "Siim, quero costela, um panetone e quero ser filho único!!" Mas eu acho que ela não passou o recado certo pro velho de barba branca, porque eu recebi um osso e uma bolinha, e depois mais dois irmãos uauau Na noite, comemos, rimos, olhamos tv, e no final todos se prepararam para a grande hora. No início eu fiquei tão feliz com a costela que eu ganhei que nem lembrei da hora. Bum, bum, bum, bum..... Ai meu Deus, que pavor! Larguei longe meu osso, sai correndo igual louco pra perto dos meus pais, que barulho horrível. Doía meus ouvidos, eu não conseguia me esconder, não tinha pra onde ir, tava em todo lugar. Mamãe ficou comigo no quarto, enquanto enquanto o papai fechava as janelas. O colo dela é tão bom que eu esqueci um pouco, mas ainda assim doía. Depois de uns minutos passou, que alivio. A única coisa que eu não lembrava era que na outra semana ia acontecer tudo de novo, e assim foi. Ano novo passamos no quarto, nós três, e eu recebendo carinho, nem gostei auauaua Eu sei que as pessoas não vão deixar de soltar fogos, sei que o humano acha uma coisa linda, maravilhosa de se ver, mas a gente sofre, nossos ouvidos doem, vi amiguinhos de quatro patas que tiveram até convulsão. Então eu peço aos papais de peludos que protejam eles dos barulhos, isso é mais uma prova da nossa parceria. Nós dependemos de vocês, vocês são a nossa vida, então por favor, nos cuidem. Lambeijão a todos.


65 visualizações